Clicky

Convergência Digital - Home

Itaú fecha com AWS e vai migrar legado de mainframe para nuvem

Convergência Digital
Convergência Digital - 30/11/2020

A Amazon Web Services anunciou nesta segunda, 30/11, ter fechado acordo com o banco Itaú Unibanco para ser provedor de serviços de computação em nuvem, em um contrato de dez anos - os valores envolvidos não foram divulgados.

Com 56 milhões de clientes, o Itaú Unibanco vai migrar a maior parcela de sua infraestrutura de TI dos mainframes e de seus data centers para a nuvem da AWS. Também levará as principais plataformas bancárias, soluções de call center, aplicativos bancários on-line e móveis para a nuvem.

Além disso, o banco aproveitará a infraestrutura da AWS para serviços de analytics, machine learning, serverless, contêineres, banco de dados gerenciado, processamento, armazenamento e segurança, para captura de informação e insights. O banco planeja, ainda, capacitar milhares de seus colaboradores, além dos 1,3 mil profissionais já treinados em tecnologias avançadas em nuvem, para estimular e acelerar a inovação.

O acordo abrange todas as subsidiárias, como a Rede, uma das maiores provedoras de soluções de pagamento eletrônico do Brasil, e a Credicard. "Estamos buscando uma transformação digital completa na AWS, saindo da tecnologia legada de mainframe e usando seu portfólio de serviços para obter insights e agilidade que nos tornarão ainda mais responsivos às necessidades de nossos clientes", afirma Candido Bracher, CEO do Itaú Unibanco.


Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

Icatu Seguros: mudar atendimento ao cliente para a nuvem foi decisão irreversível

Seguradora contratou a CXone, da NICE, para migrar, em tempo recorde, os seus funcionários para o trabalho remoto. "Tínhamos de não perder a qualidade e a eficiência e adaptar o serviço ao dia a dia das casas dos colaboradores", conta o diretor de Marketing e canais, Rafael Caetano.

Destaques
Destaques

Justiça do DF diz que dados em nuvem não têm proteção contra quebra de sigilo

Para o relator do caso, "dados armazenados em nuvem não evidenciam uma comunicação de dados" e, por isso, não estariam protegidos pela legislação. 

"Chegamos para brigar com AWS, Google e Azure na nuvem pública", diz José Nilo, da Huawei

Empresa monta o seu segundo data center no Brasil, em local não revelado por segurança, e diz que vai também aumentar presença na oferta de Kubernetes e contêineres, hoje dominada pela Red Hat, da IBM.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

IA, nuvem e IoT exigem data centers mais eficientes

Por Ed Solis*

Adoção crescente de tecnologias como inteligência artificial, internet das coisas e PoE estão na lista para melhorar o desempenho das redes e a eficiência do gerenciamento.

A Covid-19 e o governo digital

Por Marcos Boaglio*

A digitalização impõe adotar uma cultura de inovação na qual se fomente a experimentação, derrubar barreiras a partir de novos veículos de aquisição e implementar uma classificação de dados moderna, assim como desenvolver capacidades para empoderar os trabalhadores para finalmente aproveitarem as novas tecnologias.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site