Clicky

Vivo, Claro e TIM assinam contrato de compra da Oi Móvel

Luís Osvaldo Grossmann ... 29/01/2021 ... Convergência Digital

Vivo, Claro e TIM, além da própria Oi, divulgaram simultaneamente na manhã desta sexta, 29/1, fatos relevantes para informar ao mercado que assinaram, na véspera, 28, o contrato de compra e venda de ações da Oi Móvel – como reflexo do “leilão” de 14 de dezembro, no qual apresentaram a única proposta. 

Com textos praticamente idênticos, as teles informam que “na data de ontem, 28 de janeiro de 2021, foi celebrado o Contrato de Compra e Venda de Ações e Outras Avenças, por Oi Móvel S.A., na qualidade de Vendedora; TIM, Telefônica Brasil S.A. e Claro S.A., na qualidade de Compradoras”. 

Vivo, Claro e TIM explicam, ainda, que “a efetivação da aquisição pelas Compradoras da UPI Ativos Móveis deverá ocorrer conforme o plano de segregação de tais ativos, de modo que cada uma das Compradoras adquirirá ações de uma SPE [Sociedade de Propósito Específico] contendo sua parte dos ativos da UPI Ativos Móveis”.

De sua parte, a parte vendedora reiterou que “o contrato prevê o pagamento pelas Compradoras do montante de R$ 16,5 bilhões, dos quais R$ 756 milhões referem-se a serviços de transição a serem prestados por até 12 meses pela Oi às Compradoras, bem como a celebração de contrato de longo prazo de prestação de serviços de capacidade de transmissão junto à Oi e algum as de suas controladas , na modalidade ‘take or pay’, cujo valor presente líquido (VPL), calculado para fins e na forma prevista no Aditamento ao PRJ, é de R$ 819 milhões”. 

A operação, que concentra a telefonia móvel no Brasil em apenas três empresas de grande porte, ainda depende da aprovação da Anatel e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). 


Internet Móvel 3G 4G
Um em cada cinco usuários do 5G reduz o uso do Wi-Fi nos ambientes fechados

Relatório da Ericsson ConsumerLab mostra que a cobertura interna é duas vezes mais importante do que a velocidade ou a duração da bateria. Usuários também se mostram insatisfeitos com a ausência de serviços inovadores e novos aplicativos.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Chamadas de fixo para móvel terão reajuste de até 10,3%

Percentuais autorizados pela Anatel variam de acordo com cada operadora. Os menores foram para a Algar (3,1%), e os maiores para a Oi. 

TIM: Oi móvel é uma operação de venda para resolver um problema do setor

O vice-presidente da TIM, Mario Girasole, diz que os questionamentos fazem parte do rito. "Nós estamos resolvendo um problema de uma empresa que viveu uma situação muito crítica".

Gigantes se unem pelo OpenWiFi para contrapor o Open RAN

Quem está à frente da iniciativa é o Telecom Infra Project (TIP), também responsável pelo Open RAN para as teles celulares. O projeto OpenWifi surge com o apoio da Deutsche Telekom, Boingo e do Facebook. Lançamento oficial será no dia 12 de maio.

STF derruba lei municipal que impedia antena de celular a 100 metros de residências

Sob a justificativa de impedir exposição a campos eletromagnéticos, Lei de Valinhos (SP), de 2018, proibia infraestrutura de telecomunicações próximas a casas, parques, jardins e áreas de preservação. 




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G