INCLUSÃO DIGITAL

Telebras e Viasat afirmam levar banda larga para cerca de 3 mil escolas públicas pelo GESAC

Convergência Digital* ... 06/05/2019 ... Convergência Digital

Liberadas pelo Supremo Tribunal Federal para atuarem em parceria, a Telebras e a Viasat, prestam contas ao mercado. As companhias anunciaram nesta segunda-feira, 06/05. que aproximadamente 900 mil alunos em quase 3 mil escolas públicas e em áreas remotas em todo o Brasil já receberam acesso à internet de alta velocidade por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC-1), sob a iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) por meio do Programa Governo Eletrônico - Serviço de Atendimento ao Cidadão (GESAC).

Centenas de localidades adicionais também foram beneficiadas, como postos de fronteira das Forças Armadas, unidades de saúde pública e aldeias indígenas.as remotas em todo o Brasil já receberam acesso à internet de alta velocidade por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC-1), sob a iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) por meio do Programa Governo Eletrônico - Serviço de Atendimento ao Cidadão (GESAC). Centenas de localidades adicionais também foram beneficiadas, como postos de fronteira das Forças Armadas, unidades de saúde pública e aldeias indígenas.

Nessa parceria, a Telebras é responsável pela gestão, comercialização e operação do satélite SGDC-1, enquanto a Viasat fornece seus equipamentos e serviços terrestres satelitais amplamente consolidados no mercado internacional. Em conjunto, as empresas estão focadas em maximizar a utilização do SGDC-1, para levar serviços de banda larga de alta capacidade ​​para comunidades onde o serviço de internet é historicamente indisponível.

A maioria das localidades atendidas está no Norte e Nordeste do país, com foco prioritário em comunidades remotas e de difícil acesso — algumas sem sinal de telefonia ou apenas com infraestrutura básica de internet.

Até o fim do ano, a Telebras e a Viasat esperam conectar mais de 8 mil escolas e 400 unidades de saúde pelo país, priorizando inicialmente os estados mais carentes de infraestrutura de internet em banda larga. Ao total, a política pública do Gesac prevê cerca de 15 mil pontos instalados antes do final deste ano.


Carreira
Teletrabalho: medo de perder emprego cria obrigação de ficar 100% online

Pesquisa do LinkedIn aponta que 68% dos brasileiros têm trabalhado de uma a quatro horas a mais por dia por conta de estarem em home office. Maior parte reclama de ansiedade e estresse. Maioria também reclama da ausência dos colegas de trabalho, mas 43% se sentem mais produtivos com o trabalho remoto.

França vai obrigar remoção de conteúdo de redes sociais em 1 hora

Lei impõe a rápida exclusão de conteúdos que envolvam pedofilia e terrorismo e dá até 24 horas para remoção do que for considerado “manifestamente ilícito”. 

No Brasil, 45,9 milhões de pessoas ainda não acessam a Internet

Dados foram apurados pela PNAD Contínua IBGE e mostra que boa parte alega não saber usar ou falta de interesse. São 14,9 milhões de domicílios sem acesso à internet no Brasil. Mulheres superam os homens no acessso à Internet./p>

Governo inicia segunda etapa de contratação de ISPs para área de saúde

Está aberta a segunda chamada para a conexão de Postos de Saúde de todo o país. A RNP informa que, nessa etapa, onde não existir disponibilidade de fibra ótica será considerada alternativa em enlace de radio de frequência licenciada ou livre e satélite.

Novo PL obriga banda larga sem ônus para secretarias de educação e alunos

Medida seria compulsória durante calamidades públicas ou pandemias, mas com possibilidade de que os custos sejam cobertos pelo Fistel. 

Viasat entra no mercado de banda larga residencial com satélite da Telebras

Empresa ampliou parceria com Visiontec, que tem a estatal do governo como sócia, para distribuição e instalação das VSats e promete conexões de até 25 Mbps em 100% do território nacional. 

O que somos e fazemos na Internet têm consequências fora da Rede

A Internet segura passa pela conscientização do usuário que não uma persona virtual e uma real, diz o especialista em Segurança da Informação do CAIS/RNP, Yuri Alexandro.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G