GOVERNO » Legislação

Nova Lei de Informática passa no Senado. Câmara vota na terça

Luís Osvaldo Grossmann ... 11/12/2019 ... Convergência Digital

Por acordo, em quatro minutos o Plenário do Senado Federal aprovou nesta quarta, 11/12, o projeto de Lei 4805/19, que altera a Lei de Informática e reforma o sistema de incentivos fiscais para a fabricação de eletrônicos e desenvolvimento de tecnologia no Brasil. 

O tempo é essencial nesse projeto, diante do prazo acertado com a Organização Mundial do Comércio para aprovar as mudanças na política industrial tecnológica. Como ressaltado pelo senador Omar Aziz (PSD-AM) após a célere votação simbólica, as mudanças feitas no Senado precisam ser aprovadas pela Câmara na próxima semana.

“O Presidente Rodrigo Maia se comprometeu a votar na terça-feira [17/12], até porque se não votar até terça-feira o Governo Federal terá que editar uma medida provisória, e isso seria muito ruim, porque nós nos aprofundamos nessa discussão”, lembrou o senador. 

Os ajustes foram importantes para a Zona Franca de Manaus, ainda que pelo enquadramento na regra que, originalmente, não alcançaria o polo industrial. Além do reforço ao Processo Produtivo Básico como essencial aos incentivos, o substitutivo do Senado ao PL 4805/19 cria um piso de componentes nacionais. 

“A OMC não havia alcançado a Zona Franca de Manaus; ela havia excluído os benefícios da Zona Franca de Manaus em relação à política de informática do Brasil, mas nós todos brasileiros não podemos carecer de uma política para estimular uma indústria 4.0 extremamente importante para o Brasil e para as futuras gerações”, reconheceu o também amazonense Eduardo Braga (MDB-AM). 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Microcity recebe certificação CertiGov

Selo de compliance garante a integridade, a conformidade da empresa e a qualifica a vender ao governo reduzindo riscos nas transações.

Serpro fecha um contrato de R$ 34,8 milhões com o Governo Federal até 2025

Acerto é para o desenvolvimento de soluções tecnológicas para a gestão de margem consignável do Sistema de Gestão de Pessoas do Poder Executivo. O contrato, mesmo com a possível privatização, tem vigência de cinco anos e extrapola até a própria gestão de Jair Bolsonaro à frente da presidência da República.

Governo não vê razão para adiar a vigência da Lei de Dados Pessoais

“Prazo não é problema. Esperamos que a Lei entre em vigor a todo vapor”, garante, em entrevista exclusiva ao Convergência Digital, o secretário de Governo Digital, Luis Felipe Monteiro.

Telebras aumenta capital em R$ 1,59 bilhão e cobra calote da FIFA

Acionistas aprovaram a medida - uma reação à privatização pretendida pelo Governo Bolsonaro - e o capital da estatal passará a ser de R$ 3,1 bilhões. Estatal também foi à Justiça para cobrar R$ 9,2 milhões da FIFA por serviços prestados na Copa do Mundo de 2014.

Com novo marco das teles, governo prepara leis para Fust, antenas e datacenters

MCTIC resgata agendas antigas e aponta para regra nacional que dispense antenas de 5G do licenciamento municipal, enquadrando-as como mini-ERBs. 



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G