INOVAÇÃO

Serviços de voz estão mais vivos do que nunca na jornada digital

Por Roberta Prescott e Pedro Costa ... 28/06/2019 ... Convergência Digital

Os assistentes virtuais vieram para ficar. São mais de 100 milhões de assistentes virtuais no mundo e este número há quatro anos era irrelevante, mas hoje passou de tendência para realidade, destacou Douglas Silva, chefe de negócios e desenvolvimento de mercado de serviços financeiros da América Latina na Amazon Web Services. E para quem acha que a voz morreu, o especialista diz que é um erro de avaliação.

"O serviço de voz está se fortalecendo e, especialmente, entregando serviços financeiros por voz vai acontecer de diversas maneiras", destacou Douglas Silva, chefe de negócios e desenvolvimento de mercado de serviços financeiros da América Latina na Amazon Web Services, Eem entrevista à CDTV, do Convergência Digital, no Ciab Febraban 2019, realizado de 11 a 13 de junho, em São Paulo.

Para o executivo, os serviços por voz no setor bancário vão se intensificar tanto no internet banking e no celular como dentro do carro e da casa do cliente por meio de assistentes pessoais. Ele reconheceu que o mercado brasileiro começou a jornada da voz há muito pouco tempo, mas disse que está evoluindo com algumas instituições já dispondo do serviço. "Acreditamos que nos próximos 24, 36 meses ele vai evoluir de apenas serviço informacional para transacional, permitindo ao cliente realizar transações como pagamentos e transferências", disse.

Silva também comentou sobre como a evolução das tecnologias e adoção de inteligência artificial contribuem para o aprimoramento dos assistentes de voz e sobre a evolução da segurança para proteger. "Nós vamos ver, nos próximos dois, três anos no Brasil, a parte de serviços entregues por voz tendo o mesmo caminho de evolução [que o mobile banking]"


Laura, a IA nacional que já salvou 12 mil vidas, entra no combate ao Coronavírus

Tecnologia será disseminada em todo o Brasil, depois de um acordo com o governo federal. Em setembro do ano passado, no Rio Info 2019, o Convergência Digital entrevistou um dos idealizadores da Laura.

Brasil precisa formar massa crítica de empreendedores para inovação

A posição é defendida pelo CEO da Fábrica de Startups, Hector Simões, que tem como meta se tornar o maior hub de inovação do Rio de Janeiro.

Investimentos em fintechs disparam para R$ 7,6 bilhões no Brasil

Aportes triplicaram puxados pela injeção de R$ 1,9 bilhão no Nubank e R$ 1,6 bilhão no Banco Inter.  Brasil ocupa o quinto lugar entre os maiores centros de captação de fundos de fintechs no mundo.

Governo seleciona entidades para compor GT de propriedade intelectual

Grupo Interministerial de Propriedade Intelectual, originalmente parte da Camex e agora sob tutela do Ministério da Economia, terá 10 representantes da sociedade civil. 

BC cria grupo de trabalho para implantar open banking até novembro

GT será formado por representantes do próprio BC, por associações de Internet como Abranet e Câmara-e.net, Febraban (grandes bancos); Abecs e Abipag (empresas de pagamentos); ABBC (bancos médios); OCB (cooperativas), ABCD e ABFintech (fintechs).



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G