GOVERNO

Brasscom: Prorrogação da desoneração da folha gera 335 mil novos postos de trabalho em TI

Ana Paula Lobo* ... 27/05/2020 ... Convergência Digital

A prorrogação da desoneração da folha de pagamento até 2022 permitirá a criação de 335 mil novos postos de trabalhos em TI, sustenta a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, Brasscom.Mas o fim do benefício em dezembro, adverte, provocará demissões o fim de 84 mil postos de trabalho.

A entidade assinou nesta quarta-feira, 27/05, um manifesto favorável à aprovação da Medida Provisória 936/20 no Congresso Nacional e a sua sanção presidencial. Hoje a desoneração da folha beneficia os setores de tecnologia da informação, construção civil, comunicação social, transporte público, têxteis, calçados e call center.

De acordo com a manifestação da Brasscom, a política de desoneração da folha de pagamento foi e é emblemática para inserir a TI brasileira na competição global. Na primeira fase - de 2011 a 2015 - o setor contratou 95 mil profissionais. Nos anos de 2015 e 2016, sem o benefício, a contratação de profissionais caiu 50% e ficou em 49 mil trabalhadores. Em 2017, a desoneração da folha foi reativada e o setor reagiu contratando 20% a mais de  profissionais chegando a 60 mil trabalhadores.

Na prática, com a desoneração das folha, as empresas podem escolher entre contribuir com um percentual que fica entre 1% a 4,5% sobre a receita bruta, ao invés de recolher 20% sobre a folha de pagamento para a Previdência. Se a medida perder a vigência em dezembro, todos os segmentos vão contribuir com 20% sobre a folha de pagamento.

Para tentar reverter a posição do Ministério da Economia, que tem se posicionado contra a prorrogação do benefício, a Brasscom elenca quatro razões em defesa do benefício:

·A recuperação do desemprego profundo em face da Covid-19 dependerá dos setores hoje desonerados.

·Não elevar carga tributária do setores que mais empregaram nas últimas décadas.

·Preservar empregos qualificados no Brasil frente à concorrência global.

·Melhorar a posição do Brasil (71º lugar) no índice de competitividade laboral do Fórum Econômico Mundial.

*Com informações da Brasscom


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Salim Mattar e Paulo Uebel deixam o Ministério da Economia

Anúncio foi feito pelo próprio ministro Paulo Guedes. Segundo ele, José Salim Mattar está insatisfeito com o ritmo das desestatizações -em TIC, havia a previsão das vendas do Serpro, Dataprev, Telebras e CEITEC. Já Paulo Uebel, à frente da transformação digital do goveno não teria gostado de a reforma administrativa ser adiada para 2021. 

Serviços digitalizados evitaram 65 milhões de visitas a órgãos públicos

A conta é da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, que considera atos inteiramente online anteriormente realizados somente com presença física do requerente. 

Suspeita de fraude faz Caixa bloquear 1,3 milhão de CPFs no Auxílio Emergencial

Total de contas bloqueadas responde por cerca de 5% dos pedidos aprovados. Para reativar o benefício, o dono da conta bloqueada terá de ir pessoalmente a uma agência e provar a sua identidade.

ABES: Software cobra transparência do ministério da Economia

Para o presidente da Associação Brasileira de Empresas de Software, Rodolfo Fücher, o veto à prorrogação da desoneração da folha chega em um momento onde a inadimplência aumenta e da falta de crédito.País caiu para 10º no ranking mundial de software.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G