GESTÃO

Governo usa robôs para responder perguntas pelo Whatsapp

Convergência Digital ... 18/11/2019 ... Convergência Digital

Os chatbots LIA, para o sistema de compras públicas Comprasnet; ISIS, de repasses federais; e DIVA, para diárias e passagens de servidores, agora também respondem a questionamentos por meio do Whatsapp. 

“O foco principal são servidores públicos, mas qualquer cidadão poderá utilizar o canal de atendimento. A medida é inédita no setor público e a estimativa de economia com a adoção da nova tecnologia é de R$ 260 mil por ano”, indica a secretaria de gestão do Ministério da Economia. 

Segundo destaca o secretário Cristiano Heckert, o Brasil é o país com o maior número de usuários de whatsApp, 19,91%. “O WhatsApp é barato, conveniente, acessível na palma da mão e se tornou um instrumento de trabalho”.

Segundo a secretaria, a primeira assistente virtual criada foi a LIA e, dois meses depois, a ISIS. A economia resultante dessas ferramentas é de aproximadamente 50% em relação ao atendimento humano. De março a outubro de 2019 foram realizados 26.524 chamados, com redução aproximada de R$ 92 mil.

A nova robô DIVA dará assistência aos usuários em relação a questionamentos sobre diárias e passagens em deslocamentos a serviço. Antes dessas ferramentas, os atendimentos eram realizados por telefone ou pelo Portal de Serviços do Governo Federal.


Carreira
Funcionários da ONU estão proibidos de usar o WhatsApp

Medida veio a público depois de especialistas da organização acusarem a Arábia Saudita de usar o OTT para invadir o celular do presidente-executivo da Amazon e controlador do jornal Washington Post, Jeff Bezos. Para a ONU, o WhatsApp, do Facebook,  'não é um aplicativo seguro".

Simples Nacional: prazo para regularização termina no dia 31 de janeiro

Prazo é válido para novas empresas ou para quem foi excluído no ano passado e deseja voltar a fazer parte desse modelo de tributação.

Empresas de software reagem a novo imposto no Rio de Janeiro

Tributo, oriundo do Fundo Orçamentário Temporário (FOT), passaria a valer a partir de 01 de janeiro, mas liminar, concedida à FIRJAN, adiou a cobrança para março. "Legislação é inconstitucional e vamos reagir", diz o presidente do TI Rio, Benito Paret.

Empresas que trabalham com Tecnologia aumentam o uso de software pirata no Brasil

Dados foram coletados pela BSA, entidade que controla o uso de software ilegal, em empresas dos segmentos de design, arquitetura e engenharia em todo o Brasil.

Contrato bilionário de serviços na nuvem do TJSP com Microsoft volta à mesa com decisão do STF

Supremo suspendeu uma resolução do CNJ que obriga aos tribunais a adotarem plataforma desenvolvida pelo próprio Judiciário para tramitação eletrônica de processos.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G