Home - Convergência Digital

Vivo abre processo seletivo para mais de 200 profissionais

Da redação - 17/07/2020

A Vivo está com processo seletivo aberto para o Programa Novos Talentos Vivo One, área de vendas e relacionamento da Vivo Empresas. São mais de 200 vagas para atuação em São Paulo para profissionais com experiências diversificadas. A companhia busca candidatos com perfil digital, universitários e recém-formados, para estar em linha com o propósito da Vivo, de digitalizar para aproximar, além de habilidades comerciais, empreendedoras e competências como empatia e adaptabilidade.

O Vivo One é um segmento de clientes da Vivo Empresas, com força de vendas dedicada, em formato de relacionamento consultivo e personalizado um a um, para as empresas. Todo o atendimento é realizado virtualmente por profissionais capacitados a oferecerem as melhores soluções para conectividade e digitalização dos negócios de seus clientes.

As etapas do processo seletivo e a admissão para o Programa Novos Talentos Vivo One serão 100% digitais. Os selecionados passarão por um programa de formação com treinamentos sobre processos, ferramentas e rotinas comerciais, soluções de telecom (Móvel, Fixa e Fixa Avançada), soluções digitais (Cloud, Microsoft, Big Data, IOT, etc), soft skills, além de outros conteúdos de aprendizagem.

"O Vivo One é uma alavanca para a aceleração das vendas em um dos nossos segmentos do B2B. Para isso, preparamos uma trilha de capacitação diferenciada, pensada especialmente para o programa. Queremos formar potenciais talentos para a área de negócios da companhia, reforçando nossa cultura mais inclusiva, que busca extrair o melhor das pessoas, capacitando e desenvolvendo suas competências", destaca Niva Ribeiro, VP de Pessoas da Vivo.

O salário é compatível com o que é oferecido no mercado, além de remuneração variável. Entre os benefícios, estão celular corporativo com plano de voz e dados; vale refeição e transporte; plano de saúde; seguro de vida; day off de aniversário, trabalho remoto, dentre outros. Para concorrer a uma das vagas, os interessados podem acessar o talentosvivo-one.gupy.io e fazer o cadastro. Os selecionados poderão trabalhar inicialmente no formato home office, em função da pandemia provocada pelo Covid-19.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/01/2021
Vivo tem mais de 100 vagas abertas e busca cientista de dados

14/01/2021
Inter fecha parceria MVNO com a Vivo atenta ao mercado pré-pago de voz e dados

13/01/2021
Vivo contrata OpenStack, da Canonical, para levar cobrança online para a nuvem

13/01/2021
Telefonica vende torres para American Tower por 7,7 bilhões de euros. Brasil faz parte do pacote

17/12/2020
Oi e Vivo querem ser compensadas porque clientes não usam mais telefone fixo

08/12/2020
Vivo adota PIX como meio de pagamento de recargas em canais digitais

30/11/2020
Vivo concede bônus de 1GB de Internet para clientes pré-pago em dezembro

26/11/2020
Anatel renova faixa de 850 MHz para Vivo, mas nega pedido de redução de preço

18/11/2020
Vivo inaugura usina solar para atender antenas em Brasília

03/11/2020
Vivo vende braço de cibersegurança para Telefónica de Espanha

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A confiança é ganha com mil atos e perdida com apenas um

Por Luis Banhara*

À medida que o conceito de trabalho se descola dos escritórios, mesmo que parcialmente, surgem novos desafios de segurança. A superfície de ataque foi ampliada.

Destaques
Destaques

Na liderança, curiosidade insana e coragem impactam mais que a competência

Vice-presidente para setor público na AWS, Teresa Carlson, e Indra Nooyi, membro do board da Amazon e ex-CEO e chairman da PepsiCo, admitiram que a Covid-19 tem provocado crises existenciais em muitas pessoas e que, há, sim, um forte e um injusto desequilíbrio para as mulheres.

Média salarial de profissional de TI no Brasil ficou em R$ 4.849,00

Pesquisa nacional, realizada pela Assespro-Paraná e pela UFPR, mostra a desigualdade econômica do país. No Nordeste, em Sergipe, a média salarial é de apenas R$ 1.943.00. Em São Paulo, essa média sobe para R$ 6.061,00. Outro ponto preocupante: a diferença salarial entre homens e mulheres segue acima de dois dígitos.

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site