Clicky

Convergência Digital - Home

Nuvem em alta, celulares em baixa derrubam vendas de memórias

Convergência Digital
Convergência Digital - 17/04/2020

Ano mais fraco para a venda de smartphones misturado com a guerra comercial entre Estados Unidos e China, e uma super oferta de serviços de computação em nuvem criou a tempestade perfeita para o mercado de memórias em 2019. No geral, a queda foi de 32,7%, puxado pelo segmento de memórias NAND flash, no qual o tombo nas receitas bateu em 26,4%. 

“Entre os segmentos de memória, NAND flash sofreu a pior contração nas vendas de sua história em 2019, com as receitas declinando 26,4% por conta do alto nível dos inventários ao final de 2018 e de uma demanda sofrível na primeira metade de 2019. Demanda fraca dos smartphones e hiper escala dos provedores de serviços de nuvem derrubou os preços e forçou os fornecedores a cancelarem planos de fabricação”, aponta um levantamento da consultoria Gartner. 

Os dados fazem parte do relatório sobre semicondutores, uma vez que o mercado de memórias representa mais de um quarto da demanda total – e a queda dos semicondutores foi de 12% em 2019. A Gartner aponta excesso de suprimento e a disputa comercial entre EUA e China que distorceu os números. 

O ano de 2020 não parece trazer grandes melhorias. Especialmente porque os riscos associados à mencionada guerra comercial se tornaram pequenos comparados com os problemas causados pela pandemia do novo coronavírus. “A Covid-19 distorceu a cadeia de suprimentos e manufatura ao redor do mundo e levará a uma queda drástica nos gastos corporativos em praticamente todas as áreas”, avalia a consultoria. 


LEIA TAMBÉM:
Destaques
Destaques

Por que se tornar uma empresa data-driven?

Data-driven ou orientada a dados. É esse o novo lema das companhias que, cada vez mais, estão armazenando e analisando dados em busca de insights de negócios. Mas o que as empresas devem fazer para abraçarem os dados de forma a promover benefícios estruturais e longevos? A resposta não é simples.

TIM une big data,LPA e robôs para controle do pagamento de impostos

Operadora elegeu a inteligência artificial para processar grandes e complexos volumes de dados com o SAS e a KPMG. Investimento ficou em torno de US$ 500 mil, ou R$ 2,65 milhões, mas parte dele já foi recuperado em pouco mais de seis meses.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site