Home - Convergência Digital

Facebook, AT&T, Sprint e Intel estão fora do MWC 2020

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 11/02/2020

Mais empresas estão deixando de participar do Mobile World Congress 2020, previsto para 24 a 27 de fevereiro, em Barcelona, na Espanha. Nesta terça-feira, 11/02, Facebook e Intel e as operadoras AT&T e Sprint anunciaram que não vão mais ao evento e justificam o temor do risco do Coronavírus. Uma reportagem do El País, da Espanha, dá conta que a GSMA, organizadora do MWC, terá uma reunião decisiva sobre cancelar ou não o evento, na sexta-feira, 14/02. Oficialmente, a posição é que o evento está mantido.

Mas a desistência das operadoras- NTT DoCoMO, AT&T e Sprint - pesam muito na organização estratégica do MWC. As operadoras são as estrelas do evento. A saída dos fornecedores também é grave e o número só se amplia. Há rumores que a Vodafone e a Deutsche Telekom estariam decidindo o que fazer e há uma grande expectativa com um posicionamento oficial da Telefónica, operadora espanhola.

O impacto econômico do MWC em Barcelona é gigantesco. Dados do El País mostram que o evento, que reúne mais de 100 mil pessoas de aproximadamente 200 países, gera cerca de 14.000 empregos temporários e uma receita de 492 milhões de euros (quase US $ 540 milhões) para a cidade. O Coronavírus foi considerado uma emergência global pela Organização Mundial de Saúde e já infectou mais de 40 mil pessoas e registrou mais de 1000 mortes, a grande maioria na China.

*Com El País, da Espanha e agências de notícias



Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/02/2020
Coronavírus faz GSMA cancelar a edição do Mobile World Congress 2020

11/02/2020
Facebook, AT&T, Sprint e Intel estão fora do MWC 2020

10/02/2020
NTT DoCoMo é a primeira grande operadora a desistir do MWC 2020

11/03/2019
Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

07/03/2019
5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

07/03/2019
Celulares dobráveis dão respiro esperado à indústria de smartphones

01/03/2019
Korea Telecom: 5G reconstrói os negócios com o mercado B2B

01/03/2019
Mais que frequência, 5G exige muita fibra e muita nuvem

27/02/2019
Huawei leva IA para data center e reduz custo de energia em 15%

27/02/2019
5G em faixa milimétrica trará pelo menos R$ 37 bilhões ao Brasil até 2024

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site