Home - Convergência Digital

Álcool em gel é prejudicial para as câmeras dos smartphones

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 19/03/2020

A higienização de aparelhos eletrônicos usados no dia a dia (celular, tablets, teclados, controles etc) é uma das medidas indicadas para evitar a proliferação de vírus e bactérias. Com a pandemia do coronavírus, a atitude tem se tornado mais comum e extremamente necessária. "A limpeza ajuda a minimizar a contaminação, mas é fundamental que seja feita da forma correta para não prejudicar a vida útil do aparelho", afirma o professor de Química do Colégio Positivo - Joinville, Carlos Mumic.

Ele alerta principalmente para o uso de álcool gel nas câmeras dos smartphones. "A utilização do álcool gel pode danificar a câmera, fazendo com que as fotos fiquem cada vez mais foscas", explica. Quando o celular não tem película, que protege de possíveis choques, o aparelho pode ser limpo com pano levemente umedecido, recomenda. “Mas antes dessa limpeza, é necessário retirar os pequenos sólidos com pincéis de maquiagem limpos, em movimentos leves, para não riscar as câmeras”, orienta Mumic.

Para uma higienização adequada, o professor recomenda que o celular esteja desligado e, se possível, sem a bateria. A limpeza deve ser feita com um pano levemente umedecido com álcool 70% - de preferência panos que não soltam fios (flanelas). Nos cantos mais difíceis de acesso, Mumic orienta o uso de hastes flexíveis, levemente umedecidas com álcool 70% - evitando sempre a aproximação das câmeras.

De acordo com o professor, outro produto recomendado para a higienização desses aparelhos é o álcool isopropílico, encontrado em algumas redes de suportes eletrônicos e lojas de indústrias químicas. “É importante verificar se existe algum impedimento da utilização desses produtos (álcool 70% ou isopropílico) pelo fabricante, em função das garantias”, ressalta.

Segundo o professor, o álcool 70% não oxida as partes externas desses aparelhos, devido ao processo de evaporação rápida nesse tipo de superfície. "Mas os smartphones mais modernos, que já são resistentes à água, devem ser higienizados com água fria e detergente neutro", orienta. Entretanto, segundo ele, sem exageros no detergente. "Os movimentos durante a limpeza devem ser leves, principalmente nas telas desses aparelhos”, finaliza.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/05/2020
Um a cada quatro candidatos a um emprego aceitou se tornar PJ no Brasil

22/05/2020
Aplicativos da Caixa para auxílio emergencial somam 187 milhões de downloads

21/05/2020
Governo reabre prazo para doações de PCs, notebook e tablets para teletrabalho

21/05/2020
Transformação digital obrigatória pela Covid-19 abriu vagas de empregos em TI

21/05/2020
Mais de 60 mil pessoas buscam cursos gratuitos online na pandemia em São Paulo

21/05/2020
C&A Brasil divide seu negócio em antes e depois da Covid-19

20/05/2020
Governos queriam acesso a mais dados de app de rastreamento da Apple e Google

20/05/2020
Microsoft muda serviço de nuvem para atender hospitais

19/05/2020
Assespro: Lei de apoio financeiro às PMEs é bem-vinda, mas ainda há a exigência de garantias

19/05/2020
5G Americas diz que Covid-19 reforça revisão das políticas de conectividade na América Latina

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site