TELECOM

Comissão aprova silêncio positivo de 90 dias para antenas de celular

Luís Osvaldo Grossmann ... 04/12/2019 ... Convergência Digital

Passou nesta quarta, 4/12, na Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados, o projeto de lei 8.518/17, que busca recuperar os ‘dentes’ vetados quando da sanção da Lei das Antenas (13.116/15) e estipula o chamado ‘silêncio positivo’, a aprovação tácita de licenças municipais para a instalação de infraestrutura caso não haja decisão em até 90 dias. 

 “Esse projeto trata de uma questão importante para o Brasil, que é a conectividade. Precisamos de antenas para conectar os celulares, todo mundo depende da internet. Cada município tem uma legislação e isso criou um emaranhado de regras. A proposta busca simplificar isso. Esse projeto, na prática, vai reduzir de uma média de dois anos o tempo de espera para 90 dias”, defendeu o autor do projeto, deputado Vitor Lippi (PSDB-SP). 

Depois de discussões na CDU, o substitutivo apresentado nesta quarta pelo relator, Samuel Moreira (PSDB-SP), acrescentou 30 dias ao prazo originalmente previsto, de 60 dias – o mesmo que saiu do Congresso na Lei das Antenas em 2015. 

“Foi fundamental a discussão em audiências públicas, reuniões, mesas redonda com entidades, com prefeitos. E surgiram alterações que adequaram o projeto. E é importante divulgar essas alterações para padronizar as ações que devem ser feitas no ponto de vista da divulgação”, apontou o relator. 

Afinal, como lembrado durante a votação, a Lei das Antenas já prevê prazo máximo para licenciamento, mas ainda são poucas as cidades que ajustaram suas legislações. Caso efetivamente aprovado, o ‘silêncio positivo’ fortalece a posição das empresas, mas não descarta mencionado o trabalho de divulgação. 

“Remanesce em nível municipal quantidade enorme de legislações desencontradas, que podem gerar problemas locais. Para tanto, sugiro que as entidades atuem pela padronização. Isso se tentou lá atrás, na Lei das Antenas, mas resta a dificuldade”, lembrou o deputado Joseildo Ramos (PT-BA). 

A CDU é a primeira comissão a analisar o projeto na Câmara. Aprovado, agora ele segue para a Comissão de Ciência e Tecnologia, de onde ainda vai para a de Constituição e Justiça. 


Com Lei, small cells avançam no Distrito Federal

"As pequenas antenas são essenciais para a melhor cobertura do 4G e depois para o 5G e tiveram dispensa de licitação. Podem ser colocadas em bancas, placas de sinalização, etc.", explica o diretor do SindiTelebrasil, Ricardo Dieckmann. Gargalos, agora, seguem sendo São Paulo e Belo Horizonte.

Teles quebram dados móveis em bairros e regiões para combate à Covid-19

Ferramenta é usada por 22 cidades e 17 estados: Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo.

Padtec reorganiza e se prepara para ir à Bolsa de Valores

IdeiasNet, ex-controladora, foi incorporada pela Padtec Holding. Ida à B3 é estratégia de médio prazo e servirá para a expansão internacional da companhia.

Londrina quer vender Sercomtel por R$ 130 milhões

Tentativa de privatização da operadora, que tem cerca de 400 mil acessos de telefonia e internet, foi remarcada para 18/8, na B3. Prefeitura admitiu o parcelamento na aquisição para atrair interessados nessa nova tentativa.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G