Clicky

Convergência Digital - Home

Inteligência artificial: falta maturidade para mitigar o viés na tomada de decisão

Convergência Digital
Convergência Digital* - 01/10/2019

O viés nos dados ainda é o maior empecilho para as organizações implementarem a inteligência artificial (IA), revela  a pesquisa da IDC Artificial Intelligence Global Adoption Trends and Strategies (Tendências e Estratégias Globais de Adoção de Inteligência Artificial, 2019), que entrevistou 2.473 organizações de vários tamanhos em todos os setores do mundo que usam soluções de IA.

A confiança na automação baseada em IA, aliás, foi considerada crucial para a escala na sua adoção. O estudo mostrou que é importante que os provedores dessa tecnologia implementem funcionalidades capazes de explicar seus modelos de uso e ferramentas que ajudem na avaliação do grau de assertividade das decisões tomadas, para o desenvolvimento isolado e em implementações de execução em escala.

No Brasil, as empresas ainda estão experimentando o uso da IA e, apesar dessa adoção estar nos primeiros passos para ganhar escala, a preocupação é a mesma, como analisa Claudio Pinheiro, cientista de dados sênior da IBM Brasil. Segundo o cientista de dados, todos os setores da economia têm a preocupação em mitigar vieses, mas nem todos têm a maturidade de implementação de IA e uso dos dados.

"Os setores mais avançados nesse aspecto e que mais demonstram essa preocupação por aqui são o bancário e de telecomunicações, onde já vemos casos de uso que começaram a mais tempo", adiciona Pinheiro. A pesquisa mostrou ainda que 18% das empresas possuem modelos de IA em produção, 16% estão em estágio de prova de conceito (POC) e 15% estão experimentando a IA.

Dentre os pesquisados, a IBM é a fornecedora líder do setor, sendo responsável por 9,2% do mercado de inteligência artificial. Ainda segundo a pesquisa da IDC, nos últimos 12 meses, o uso mais popular da IA pelas companhias foi em operações de TI, atendimento e suporte ao cliente, finanças e contabilidade e comércio eletrônico. A automação inteligente de tarefas e processos foi a aplicação mais utilizada para operações de TI e os assistentes virtuais, os "chatbots", e mecanismos de recomendações foram as principais utilizações de IA no atendimento e suporte ao cliente.


Destaques
Destaques

Sky nega venda de data center e quer ter 100% dos sistemas na nuvem em 2022

"O projeto era ter tudo este ano, mas tivemos que rever por conta da pandemia. Vamos ficar com 80% dos sistemas de TI na nuvem da Oracle. Mas isso não significa que vamos nos desfazer do nosso data center. Ele será realocado para a Engenharia", afirmou André Nazaré, diretor de TI da Sky Brasil.

Teradata é 100% cloud e open source

Há 40 anos no Brasil, empresa disse adeus ao hardware para ser uma companhia de software e de computação em nuvem. "Boa parte das empresas trata os dados como uma mercadoria. Eles estão em silos, mal gerenciados e inacessíveis para quem precisa", observa o diretor geral da Teradata no Brasil, Fabio Oliveira.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.

Como a IaaS está alinhada ao seu negócio?

Por Fábio Lucinari*

Cada vez mais é preciso considerar que as opções convencionais de TI tendem a ser ineficientes no trabalho de auxiliar as companhias a se adaptarem às necessidades e aos desafios do cenário atual. Infraestrutura como serviço oferece soluções projetadas sob medida e aprimoram o consumo da área de tecnologia.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site