Convergência Digital - Home

Até 2022, mais da metade dos dados estarão fora dos data centers e dos servidores em nuvem

Convergência Digital
Convergência Digital* - 29/04/2019

Conforme os negócios digitais forem adotados pelas organizações,  os líderes de Infraestrutura e Operações (I&O) precisarão desenvolver suas estratégias e habilidades para fornecer uma infraestrutura ágil para seus negócios, alerta o Gartner. Pesquisas da consultoria indicam que 75% dos líderes de I&O não possuem habilidades, comportamentos ou presença cultural necessários para os próximos anos.

Em pouco tempo, esses gestores terão que adotar tendências emergentes de Edge Computing, Inteligência Artificial (IA) e Computação em Nuvem, que permitirão ampliar o alcance global das marcas, resolver problemas de negócios e garantir a flexibilidade para que essas organizações entrem em novos mercados rapidamente, em qualquer lugar e a qualquer momento.

Os departamentos de TI não mais apenas mantêm as luzes acesas, mas também são distribuidores estratégicos de serviços, sejam eles internos ou externos à organização. Eles devem posicionar cargas de trabalho específicas com base nos impactos comerciais, regulatórios e geopolíticos. À medida que os clientes e fornecedores das organizações crescem em todo o mundo, os líderes de I&O devem cumprir a ideia de que "a infraestrutura está em toda parte".
 
Um dos fastores a se considerado é que as fronteiras estão mundando. Isso significa que o negócio digital desfoca as linhas entre o físico e o digital, alavancando novas interações e mais momentos de negócios em tempo real. À medida que mais coisas se tornam conectadas, o Data Center não será mais o centro dos dados. "Negócios digitais, Internet das Coisas (IoT) e experiências imersivas levarão o processamento cada vez mais ao limite", diz Henrique Cecci, Diretor de Pesquisa do Gartner.

Até 2022, mais da metade dos dados gerados pelas empresas serão criados e processados ​​fora dos data centers e fora dos servidores em Nuvem. As tecnologias imersivas ajudarão a provocar uma mudança cultural e geracional. As pessoas esperam que mais de suas interações sejam imersivas e em tempo real, com menos fronteiras artificiais entre as pessoas e o mundo digital. A necessidade de baixa latência, o custo da largura de banda, privacidade e mudanças regulatórias à medida que os dados se tornam mais íntimos, e a exigência de autonomia quando a conexão à Internet cai, são fatores que expandirão o limite das infraestruturas corporativas até o limite.



Destaques
Destaques

Brasil fica nas últimas posições em ranking mundial de uso de Big Data e Analytics

Brasil fica na posição 60º em 63º no uso das novas tecnologias da economia digital do Ranking de Competitividade Mundial 2019, produzido pela escola suiça IMD, com parceria no País, com a Fundação Dom Cabral. Em competitividade, País segue nas últimas posições.

Startup catarinense usa big data para combater desperdício de água potável

Startup catarinense, AcquaLogic, desenvolveu solução para tratar os dados de empresas de saneamento para evitar o desperdício. Em 2016, o Brasil jogou no lixo 38% da água consumível, segundo dados do Instituto Trata Água. Startup, agora, quer unir big data à Internet das Coisas.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.

Edge Computing para acelerar os negócios das empresas brasileiras

Por Henrique Cecci*

O que é, afinal, Edge Computing? Trata-se da aplicação de soluções que facilitam o processamento de dados diretamente na fonte de geração de dados. No contexto da Internet das Coisas (IoT), por exemplo, as fontes de geração de dados geralmente são "coisas" com sensores ou dispositivos incorporados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site