Clicky

GESTÃO

Passaporte será primeiro serviço com integração de dados do governo

Luís Osvaldo Grossmann ... 26/06/2017 ... Convergência Digital

O sistema unificado, ou um guichê único federal, ainda é coisa para 2018. Mas o Ministério do Planejamento calcula que ainda este ano haverá os primeiros benefícios da integração de bancos de dados do governo. A primeira meta é o passaporte, que a partir de outubro dispensará certos documentos hoje exigidos na emissão. 

“Hoje temos 800 serviços de governo federal sendo prestados. Estamos mapeando os de maior relevância, maior impacto, e fazendo esse tipo de automação. E antecipando os que podem ser lançados antes. No caso do passaporte, a meta é outubro, que não vai precisar mais levar certificado de reservista, comprovante de que votou na última eleição e título eleitoral”, diz o secretário de TICs, Marcelo Pagotti. 

A Setic já coordena o que chama de Govdata, que é a iniciativa de integração dos diferentes bancos de dados dos órgãos públicos, e paralelamente no Conectagov, que é preparação técnica para a troca de informações: o desenvolvimento de APIs para que as diferentes bases sejam usadas, inclusive por soluções a serem criadas pela iniciativa privada. 

Daí que além dessa integração inicial para emissão do passaporte a Setic também esteja custeando o desenvolvimento dos primeiros APIs, tanto para consumo interno governamental como para eventual criação de serviços pela iniciativa privada. No primeiro grupo estão sistemas de consumo amplo como os que tratam das bases relacionadas ao funcionalismo público (Sicap, Siape, Sigepe). No segundo, CPF, Biometria e INSS. 

“Alguns serviços interessam a todos. Como CPF, biometria, que todo mundo vai querer usar. Então aquilo que a gente entende que é um serviço que atende a todo mundo, o Planejamento vai custear. Por exemplo, o Fies, que precisa pegar uma informação lá no INSS. Vamos bancar essa informação porque atende 600 mil pessoas. Essa é a visão”, afirma Pagotti. 

O primeiro alvo nesse caso é o Sicaf, o sistema de cadastro de fornecedores do governo federal. “Para se ter uma ideia, só um único banco estatal aloca 200 pessoas por dia para fazer interação com o Sicaf, porque toda a licitação que faz precisa ir consultar. Outro projeto é o Passe Livre. A lei permite que deficientes ou pobres possam andar em ônibus interestaduais. Vamos colocar um sistema para facilitar a vida desse pessoal, até chegar ao ponto em que ele poderá colocar a digital dele na rodoviária e entrar”, promete o secretário de TIC.

*Colaborou Luiz Queiroz.


Carreira
Plataforma de e-commerce abre 50 vagas em TI

A Mosaico, dona das marcas Zoom, Buscapé e Bondfaro, procura especialistas em software para trabalho home office. Outras vagas serão abertas até julho, entre eles, especialistas de banco de dados, cientistas de dados e analistas de testes.

Com plataforma do Serpro, começa a valer antecipação de contratos com o governo

Antecipagov é um sistema que permite o uso de contratos públicos como garantia para até 70% do que os fornecedores têm a receber. 

STF derruba decisão do TST que proibiu terceirização do call center da TIM

Decisão reafirmou a cassação da Súmula 331 do Tribunal Superior do Trabalho, que vedava a terceirização das atividades-fim. 

Receita prorroga prazo de adesão ao Simples Nacional

O prazo para regularização de pendências junto ao Simples Nacional, que terminaria no dia 29 de janeiro, foi  prorrogado para o dia 15 de fevereiro.

Simples Nacional: Entidades exigem transparência do Comitê Gestor

Entidades contábeis do Paraná cobram explicações oficiais sobre a situação dos devedores do regime.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G