GESTÃO

Serpro abre cadastro para terceirizar codificação de software

Convergência Digital ... 19/12/2019 ... Convergência Digital

O Serpro começou a cadastrar empresas interessadas em serviços de codificação de software. Segundo a estatal, “a ideia é subcontratar a parte ‘braçal’ do desenvolvimento para ganhar fôlego na realização da transformação digital do governo brasileiro”. 

“Este modelo pretende retirar da empresa aquilo que pode ser feito fora. Com isso, podemos nos dedicar ao que fazemos de melhor: garantir sustentação, segurança, hospedagem e integração das soluções com os outros sistemas do governo", explica Alex Bacelar, da Superintendência de Digitalização de Governo, responsável por este processo dentro do Serpro.

Desde novembro, um edital está aberto para o cadastro das empresas, sendo exigido que já tenham atuado codificando software e possuam atestados comprovando a realização de entregas importantes. As interessadas tanto podem ir à sede do Serpro em Brasília ou usar o email prequalifica@serpro.gov.br. 

Esse cadastro de pré-qualificação terá validade de um ano. Segundo ainda o Serpro, de início, a subcontratação vai se dar de forma experimental, em pequena escala, com entregas de duração máxima de três meses. A estimativa é de uma economia de até  50% do esforço das equipes.

O próprio Serpro explica que “a subcontratação de parte da atividade-fim de empresas estatais é permitida desde 2018. Seguindo orientação feita pelo TCU, deve haver a anuência prévia do cliente demandante, que determinará o que poderá ou não ser contemplado pelo modelo. Essa nova possiblidade contratual será apresentada aos clientes do Serpro ao longo de 2020. O valor dos acordos permanece o mesmo.”

* Com informações do Serpro


eSocial: Alterações relativas à contribuição previdenciária estão no ambiente de testes

O comitê do eSocialdiz que para permitir que empregadores e desenvolvedores façam testes foram estabelecidas datas fictícias relativas às faixas de salário de contribuição.

Aplicativo do governo mostra devedores da União e FGTS

Batizado ‘Dívida Aberta’, app para celulares e tablets permite consulta por nome, CPF ou CNPJ, ou mesmo pelo mapa do Brasil. 

Em mais uma etapa, BNDES ganha competência para vender ações da Dataprev

Portaria 1.675/20,  da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, lembra que o banco de fomento é o gestor do Fundo Nacional de Desestatização

Secretário de Desestatização acusa Serpro e Dataprev de venderem dados pessoais

"Se fosse (empresa) privada não aconteceria", alegou o Secretário de Desestatização do Governo Bolsonaro, Salim Mattar, em entrevista à radio Gaúcha. Fenadados promete processar Mattar por calúnia.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G