Clicky

Convergência Digital - Home

Carrier elege AWS e une nuvem, IoT e coleta de dados

Convergência Digital
Convergência Digital - 14/10/2020

A Amazon Web Services(AWS), uma empresa da Amazon.com, e a Carrier Global Corporation, fornecedora global de soluções saudáveis, seguras e sustentáveis de refrigeração para estruturas e cadeia de frio, anunciaram nesta quarta-feira, 14/10, um acordo de vários anos para co-desenvolver uma nova plataforma digital, batizada de LynxTM, da Carrier.

O conjunto de ferramentas fornecerá aos clientes da companhia em todo o mundo maior visibilidade, conectividade aumentada e inteligência em suas operações de cadeia de frio para melhorar os resultados em operações para cargas sensíveis à temperatura, incluindo alimentos, medicamentos e vacinas. A colaboração é uma expansão do anúncio recente, em fevereiro, de que a AWS foi escolhida pela Carrier como sua provedora de serviços em nuvem preferida.

A plataforma Lynx combinará os serviços de IoT (internet das coisas), analytics e machine learning da AWS com as soluções de refrigeração e monitoramento da Carrier, ampliando as atuais ofertas digitais da companhia para gerenciar o transporte controlado por temperatura e o armazenamento de perecíveis. Clientes usando a plataforma Lynx se beneficiarão do rastreamento de ponta a ponta, alertas em tempo real, processos automatizados e análises preditivas para ajudá-los a entregar cargas controladas por temperatura de forma mais eficiente, diminuindo o custo das operações da cadeia de frio, otimizando a utilização de recursos e reduzindo perda e a avaria de produtos.

Aproveitando os serviços de IoT da AWS para coletar, integrar, organizar e analisar dados da grande base de equipamentos de refrigeração e soluções de monitoramento da Carrier, juntamente com fontes como relatórios de tráfego e clima, a plataforma Lynx fornecerá uma visão abrangente da localização da carga, condições de temperatura e eventos externos que possam afetar as operações de cadeia de frio.

Essas informações alimentarão um data lake construído no Amazon Simple Storage Service (Amazon S3), onde a Carrier pode usar serviços de machine learning AWS para identificar possíveis problemas que possam impactar a carga, bem como executar análises sofisticadas para desenvolver recomendações para melhorar os resultados.

Por exemplo, analisando dados do histórico e dados em tempo real de desempenho dos equipamentos da Carrier conectados à nuvem, a plataforma Lynx poderá sugerir manutenção proativa para maximizar a disponibilidade de um equipamento específico. Olhando para o futuro, a Carrier e a AWS planejam introduzir um recurso para a plataforma Lynx com o intuito de fornecer recomendações relacionadas ao roteamento de carga e a melhor utilização da frota, adicionando maior resiliência à cadeia de frio que ajudará os clientes da Carrier a gerenciar custos, horários e recursos.

 


Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

Icatu Seguros: mudar atendimento ao cliente para a nuvem foi decisão irreversível

Seguradora contratou a CXone, da NICE, para migrar, em tempo recorde, os seus funcionários para o trabalho remoto. "Tínhamos de não perder a qualidade e a eficiência e adaptar o serviço ao dia a dia das casas dos colaboradores", conta o diretor de Marketing e canais, Rafael Caetano.

Destaques
Destaques

Brasil investe muito pouco em Inteligência Artificial

O aporte previsto no País é de R$ 70 milhões, muito abaixo, por exemplo do que está sendo feito em países como China, Coreia e Espanha, lamentou o consultor de IA, Eduardo Prado, ao participar do 5x5 TecSummit. Ele advertiu que a transformação digital não acontecerá sem que se mexa nas cabeças das pessoas.

AWS: Nuvem reduz custos em 61% e aumenta eficiência da TI em 74%

O diretor geral da AWS Brasil, Cleber Morais, enfatiza que 2020 foi o ano da disparada na transformação digital e destaca que as instituições financeiras da América Latina estão investindo 76% acima do ano passado em IaaS, PaaS e SaaS. 



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Dados, quem sabe usar, sobrevive. Quem não sabe, fica fora da corrida!

Por Douglas Scheibler*

Se tem algo que não falta para 2021, são perguntas. Quando teremos a vacina eficaz para a Covid-19? Poderemos encerrar o isolamento social? Retomaremos nossas rotinas normais? Tudo isso ainda não tem resposta. Mas o que norteará a tomada de todas estas decisões, além de muitas outras nos ambientes social, empresarial e pessoal, serão dados. E em relação aos dados, já há tendências bem evidentes.

O desafio de administrar toda a rede a partir da nuvem

Por Ed Solis*

De acordo com a consultoria Omdia, o mercado de redes gerenciadas em nuvem cresce a uma taxa anual composta de 28,7%, com receitas de equipamentos previstas em US$ 5,5 bilhões


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site