INCLUSÃO DIGITAL

Anatel aprova consulta para aumentar potência do Wi-Fi

Luís Osvaldo Grossmann ... 23/08/2019 ... Convergência Digital

O Conselho Diretor da Anatel aprovou a realização de uma consulta pública, por 45 dias, de dois ajustes no regulamento que trata de equipamentos de radiação restrita e que miram em novas frequências e no aumento de potência dos aparelhos de WiFi. 

Um dos ajustes torna mais simples a atualização de restrições técnicas, como a tabela de restrições de potência de determinada faixa de radiofrequência. A mudança permite alterações pela superintendência de outorgas e recursos à prestação da Anatel (SOR). Hoje, qualquer mudança precisa passar pelo Conselho Diretor. 

O movimento tem como consequência a ideia antecipada pelo gerente de espectro da agência, Agostinho Linhares, em entrevista ao Convergência Digital, de aumentar a potência dos equipamentos WiFi na faixa de 5150 a 5250 MHz. “Hoje temos uma limitação de 200 miliwatts nessa faixa, limitando o uso apenas indoor, sendo que na faixa superior temos possibilidade de uso de até 1 Watt de potência”, revelou à época. 

O segundo ajuste proposto no regulamento é a revisão da tabela de restrições de uso para “adequação ao adendo do padrão IEEE 802.11, denominado IEEE 802.11ad”. Na prática, significa permitir o uso de equipamentos WiFi na faixa de 60 GHz (64 a 70 GHz), “conjunto de protocolos de comunicações sem fio conhecido como WiGig ou, alternativamente, Wi-Fi 60 GHz”. Segundo aponta a Anatel, “os dispositivos que operam na frequência de 60 GHz são capazes de realizar transmissões de dados com velocidades de até 7 Gbps”.


Carreira
Graduação em Ciências de Dados terá 2610 horas

Curso será ofertado pela Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getulio Vargas (FGV EMAp), no Rio de Janeiro. São 2610 horas de aulas. Inscrições vão até o dia 08 de outubro.

Audima cria ferramenta para levar conteúdo aos analfabetos digitais

A partir da própria dor, uma vez que tem dislexia, Paula Pedrosa criou a Audima, uma startup que transforma palavras em áudios. "O império da visão exclui muita gente. Nosso desafio, hoje, é mostrar que inclusão monetiza", observa a executiva.

Anatel quer saber se há interesse em investir em satélites no Brasil

Consulta pública sobre o tema recebe contribuições até 7 de setembro. Ideia é saber se há empresas que queiram prover serviço ininterrupto de capacidade satelital por cinco anos a partir de 1 de janeiro de 2021.

Sem rede e velocidade de conexão, escola rural padece para acessar à Internet

Apenas 34% das escolas possuem ao menos um computador com acesso à internet e a velocidade de conexão é baixa para permitir uso pedagógico, na faixa de 2 Mbps, revela a pesquisa TIC Educação 2018, do CGI.br.

Anatel quer BNDES como agente financeiro para usar FUST na expansão da banda larga

Agência reguladora aprovou o Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações, o PERT. De acordo com a Anatel, 3.542 dos 5.570 municípios do país não possuem acesso à rede de fibra óptica. Agência também diz que dos R$ 20 bilhões do FUST, apenas R$ 200 mil foram aplicados no setor.

Acesso à Internet reproduz desigualdade social e econômica no Brasil

Estudo do IPEA mostra que a falta de acesso à internet repete as mesmas adversidades e exclusões já verificadas na sociedade brasileira no que tange a analfabetos, menos escolarizados, negros, população indígena e desempregados.  Homens e mulheres têm comportamento semelhantes na Web.

Google Station é plataforma de monetização para Programa WiFi Livre SP

Empresa firmou parceria com América Net e Linktel, com patrocínio do Itaú, e já conta com 80 hotspots distribuídos na capital de São Paulo.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G