INOVAÇÃO

AWS vira aceleradora virtual de projetos voltados à educação no Brasil

Ana Paula Lobo ... 27/06/2019 ... Convergência Digital

Durante o AWS Summit Brasil, que aconteceu nesta quinta-feira, 27/06, em São Paulo, a Amazon Web Services (AWS) anunciou o desembarque no Brasil - e pela primeira vez na América Latina - do AWS EdStart, um programa acelerador de startups focadas em tecnologia educacional (EdTech). Com dois anos de atividade, o programa, revela o country manager para o setor público da AWS no Brasil, Paulo Cunha, já investiu, mundialmente, US$ 2 milhões e teve demanda de mais de 300 empresas. No começo de junho, conforme antecipou o Convergência Digital, a AWS fechou um acordo com o SENAI para a formaçaõ de 2,5 milhões de jovens em tecnologia.

"Tenho a convicção que essa iniciativa é voltada para institutos de pesquisas, para universitários com projetos voltados à educação. Não precisam ser direcionados à tecnologia. Mas têm de ter como objetivo fomentar a educação e observo: todo conteúdo disponibilizado está em português", explicou Cunha. Focado em tecnologias inovadoras de ensino e aprendizado, o AWS EdStart ajuda startups em fase inicial a captarem os recursos e profissionais necessários para o crescimento e desenvolvimento de seus negócios.

O executivo da AWS ressaltou que a educação tem a transformação digital como anseio e é crucial levar novas ferramentas para a sala de aula e, dela, criar novos negócios educacionais prontos para capacitar os brasileiros. Paulo Cunha explicou ainda que as empresas elegíveis para participação no programa são novas, crescendo rapidamente e tem menos de cinco anos de presença de mercado e uma receita anual menor que US$ 10 milhões.

"A maior parte das empresas desse porte no mundo morre com menos de cinco anos e no Brasil não é diferente. É isso que queremos evitar", ressalta. Um diferencial do projeto, conta ainda Paulo Cunha, é a sua objetividade. Segundo o country manager da AWS para o setor público, foi montado um comitê brasileiro para analisar as propostas apresentadas e estipulado um SLA de 12 dias úteis para se ter uma resposta. "É para fazer acontecer mesmo", completa o executivo.

Principais benefícios

Créditos da AWS -  criados para ajudar a atender os custos operacionais associados a serviços em nuvem. Os clientes podem usar esses créditos como ajuda para começar a operar e a escalar.

Treinamentos técnicos - como membro do AWS EdStart, uma startup tem acesso a várias oportunidades de treinamento técnico para apoiar a consolidação da empresa. Os recursos incluem webcasts, sessões de treinamento técnico e apresentações especializadas realizadas por parceiros.

Mentoria - o programa incentiva a colaboração e a conversação entre líderes setoriais experientes e startups de tecnologia educacional. A mentoria também promove meetups, Pitch Days e recepções para os membros da comunidade.

Para mais informações sobre o EdStart, acesse o link: https://aws.amazon.com/pt/education/edstart/




Maganine Luiza abre concurso para escolher startups

Rede varejista está com inscrições abertas para o seu primeiro pitch day de serviços digitais. "Queremos todos os tipos de startups", avisa a gerente do Magazine Luiza, Juliana Silva.

Só a inovação tira o Rio de Janeiro da estagnação econômica

A afirmação é do presidente do TI Rio, Benito Paret. Segundo ele, o Estado do Rio de Janeiro tem de buscar novos caminhos e eles passam pela inovação.

Petrópolis terá sensores IoT para prevenção de enchentes

Iniciativa é um projeto-piloto de cidades inteligentes, em parceria com o BNDES e com a ENEL, e começa a ser implantado no começo de 2020, revela o secretário de Desenvolvimento do município, Marcelo Fiorini. "Política pública não pode ser projeto político. Ela é de longo prazo", observa o executivo.

Startup cria software para detectar interações perigosas entre máquinas e homens

Até então incubada na UFF, no Rio de Janeiro, a Displace desenvolveu um software para proteger o homem na rotina da indústria 4.0. A ideia atraiu a atenção de grandes empresas, entre elas, a Ambev.

Finep tem crédito de R$ 200 milhões para projetos de indústria 4.0

Linha vai apoiar projetos em internet das coisas, big data, computação em nuvem, segurança digital, robótica avançada, manufatura digital e aditiva, inteligência artificial e digitalização.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G