Home - Convergência Digital

Análise de requisitos define sucesso ou morte dos projetos de TI

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 21/11/2019

Pesquisas já conseguem medir na prática a diferença da engenharia de requisitos para os projetos de tecnologia da informação e os impactos diretos na produtividade e nos custos. Como alerta o professor Marcos Kalinowski, do departamento de informática da PUC-RJ, investir na boa definição dos requisitos implica em reduzir os problemas mais frequentes, como retrabalho, prazo e orçamento. 

“Verificamos casos concretos de custo adicional de 48% em relação ao inicialmente previsto por procedimentos inadequados na análise de requisitos. É percentual capaz de encerrar um projeto. Temos evidências científicas de que a boa definição de requisitos causa redução de retrabalho e ganho de produtividade”, afirma Kalinowski. 

O professor da PUC-RJ coordena um projeto de pesquisa na área de Engenharia de Requisitos que envolve mais de 50 pesquisadores de 20 países. Em sucessivas pesquisas e artigos internacionalmente premiados desde 2016 eles demonstram melhores práticas e também as principais dificuldades. Um primeiro levantamento, com 228 empresas, 74 delas brasileiras, apontou requisitos incompletos ou ocultos, ou subespecificados como as questões mais críticas, refletindo falhas de comunicação entre equipe e cliente ou mesmo internamente. 

Mais tarde, uma outra pesquisa, com 400 empresas, apontou para as melhores práticas. Como destaca o professor Kalinowski, os resultados reforçam que a qualidade da engenharia de requisitos é fundamental, mesmo diante da filosofia de desenvolvimento ágil. Daí a importância crescente das empresas a esse profissional específico da engenharia de requisitos. 

“Fica claro que o maior retorno de investimento se dá com maiores esforços na definição e revisão de requisitos. Cerca de 70% dos problemas poderiam ser detectados. Mas em muitos casos, ao buscar o desenvolvimento ágil, empresas passam a negligenciar questões que não dizem respeito à funcionalidade em si, como segurança, desempenho, usabilidade, portabilidade”, alerta. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/03/2020
Pirataria de software cai pelo segundo ano, aponta ABES

05/02/2020
Decreto de SP sobre ICMS no software é ilegal, mas empresas querem adiar julgamento no STF

16/01/2020
Licenças de software no governo terão corte de R$ 112 milhões em 2020

13/01/2020
Empresas de software reagem a novo imposto no Rio de Janeiro

21/11/2019
Análise de requisitos define sucesso ou morte dos projetos de TI

16/10/2019
Reforma tributária é um assalto e ao software e serviços em geral

01/10/2019
DB1 Group abre 30 vagas para curso gratuito de capacitação em desenvolvimento de software

19/08/2019
Justiça de SP rejeita classificar cobrança de ICMS no software como inconstitucional

08/08/2019
Assespro: Não cabe distinção entre software de prateleira e software por encomenda

08/08/2019
ABES: No lucro presumido do software é obrigatório apurar os 32% da Receita Federal

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

TST suspende demissões na Dataprev enquanto durar crise da Covid-19

Trabalhadores alegaram que os prazos acordados no fim da greve não terão como ser integralmente cumpridos diante da situação emergencial com a epidemia do coronavírus. 

Coronavírus: Teles advertem que sem equipes técnicas na rua, há risco para a rede

O SindiTelebrasil está alertando Estados e municípios sobre a necessidade e urgência em manter suas equipes técnicas e os call centers em operação, ainda que de forma reduzida, para garantir a conectividade e como medida essencial.

Faltam profissionais para cuidar dos ataques cibernéticos no Brasil

Ao publicar a Estratégia Nacional de Segurança da Informação, a e-ciber, o governo admite que o País possui poucos profissionais especializados em segurança cibernética; que há uma baixa conscientização dos usuários com relação ao tema e que é preciso urgente criar um programa nacional destinado à formação técnica nos órgãos do governo e nas empresas privadas.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site