Clicky

SEGURANÇA

Caixa admite que hackers invadiram o sistema Auxílio Emergencial

Luís Osvaldo Grossmann ... 17/07/2020 ... Convergência Digital

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, revelou nesta sexta, 17/7, que a plataforma Caixa Tem e o sistema de Auxílio Emergencial tem sido alvo de hackers para desvio dos pagamentos de R$ 600 aos brasileiros mais pobres. Segundo ele, a reação da Caixa é que causou instabilidade no sistema – que nos últimos dias têm sido relatada por outras instituições como a fintech PicPay. 

“Parte dos problemas no Caixa Tem é que identificamos algumas contas utilizadas por hackers que estão fazendo bastante barulho”, afirmou Guimarães durante apresentação do calendário de pagamentos das duas novas parcelas do Auxílio Emergencial. Segundo o presidente do banco, nesta mesma sexta haveria uma reunião com a Polícia Federal. Guimarães também indicou que a própria Caixa teria invadido contas de Whatsapp de suspeitos. 

“A gente já invadiu alguns grupos de WhatsApp de hackers e a gente já sabe bastente coisa e vamos passar para a Polícia Federal. Bloqueamos algumas contas usadas por esses bandidos e isso gerou algum tipo de problema. Então parte da questão do Caixa Tem vem de uma reação da Caixa Econômica Federal em relação a alguns bandidos que estão desviando dinheiro da população mais carente, que não vai perder porque pagaremos qualquer problema.”

O executivo não mencionou quantos beneficiários do Auxílio Emergencial foram prejudicados, nem quanto dinheiro foi desviado. É um percentual muito pequeno, mas dentro do volume que estamos pagando não deixa de ser um percentual. Então parte da questão do Caixa Tem é uma reação forte e decisiva da Caixa Econômica Federal contra qualquer possibilidade de desvio desse dinheiro. Nenhum brasileiro de bem sairá prejudicado.”


Vazamento de dados: Procon/SP diz que Serasa segue com respostas insuficientes

Ao complementar as informações solicitadas pela entidade de Defesa do Consumidor, a Serasa apresentou um paraecer técnico de empresa especializada de que os sistemas da empresa são seguros. Mas o Procon/SP diz que as respostas foram incompletas e pouco esclarecedoras.

Vazamento de dados: Sigilo prepara ação contra as teles e diz que disputa com Serasa não acabou

Instituto vai recorrer da decisão que desobrigou a Serasa a comunicar vazamentos."Não queremos demonizar ninguém, mas vazamentos geram desconfiança", diz o presidente, Victor Gonçalves.

DPO corre risco de ser punido por megavazamentos com base no Código do Consumidor

Ao participar de evento da associação nacional de encarregados de dados, ANPPD, a advogada Patricia Peck advertiu que a ANPD não tem a exclusividade para aplicar sanções. “o Código do Consumidor traz como crime não informar sobre dados tratados ou correções”.

Abranet: Notificação de incidentes de segurança à ANPD apenas em casos de alta relevância

Entidade sugere que os incidentes de segurança só devam ser notificados se envolver, por exemplo, informações que correspondam a mmais de 50% da base de dados.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G