Home - Convergência Digital

Brasil é campeão de lixo eletrônico na América Latina

Convergência Digital* - 01/12/2015

A quantidade de lixo eletrônico está crescendo em todo o mundo, atingindo mais de 40 mil kt de produtos eletrônicos descartados em 2014 – conforma indica um novo relatório do Instituto para Estudos Avançados de Sustentabilidade da Universidade das Nações Unidas (UNU-IAS) e da Associação GSM (GSMA), focado na América Latina.

A região é responsável por 9% de todo o lixo eletrônico do planeta e a maior parte dele é gerado pelas maiores economias, Brasil à frente. Com 1,4 milhão de toneladas no ano passado, o país representa mais de um terço do lixo eletrônico da AL (3,9 milhões de toneladas). É seguido pelo México (1 mil kt), Argentina (292 kt), Colômbia (252 kt), Venezuela (233 kt), Chile (176 kt) e Peru (147 kt).

Uma das conclusões é que ao longo dos próximos quatro anos, o lixo eletrônico gerado pela população da região vai crescer entre 5% e 7% ao ano, chegando a 4,8 milhões de toneladas até 2018. Ainda de acordo com o relatório, os celulares foram responsáveis por 189 kt de lixo eletrônico descartados em todo o mundo, dos quais cerca de 17 kt eram da América Latina – em linha com a média global de 0,5% do peso total.

Esse novo estudo tem uma abordagem diferente. “No passado, as estimativas de e-waste foram baseadas principalmente em uma correlação simples com o produto interno bruto de um país. Para este relatório, os dados atuais foram obtidos usando a abordagem de vida útil de vendas, o que é consistente com as definições internacionalmente aceitas”, diz o vice-reitor da UNU, Jacob Rhyner.

Segundo ele, “apenas um pequeno número de países da América Latina tem leis específicas sobre o lixo eletrônico: a maioria está atualmente desenvolvendo legislação, mas as infraestruturas adequadas de reciclagem também devem ser desenvolvidas em paralelo”.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/02/2020
Lixo eletrônico terá 5 mil pontos de coleta até 2025

23/07/2019
Consulta pública para fazer valer o descarte de eletroeletrônicos

22/04/2019
Huawei recicla 850 toneladas de lixo eletrônico no Brasil

14/12/2017
Mundo gerou 44,7 milhões de toneladas de lixo eletrônico

26/09/2017
Governo baixa novas orientações sobre logística reversa

02/08/2017
TVs de tubo e PCs de mesa viram sucata eletroeletrônica

06/07/2017
Brasil recicla apenas 2% do lixo eletrônico de TICs

22/09/2016
Ericsson coleta mais de 1200 toneladas de lixo eletrônico na América Latina

27/06/2016
Lixo eletrônico: um problema sem fim no Brasil

19/04/2016
Cooperativa retira TVs analógicas que seriam jogadas no lixo

Destaques
Destaques

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Covid-19 não é desculpa e Brasil perde dinheiro e status ao atrasar o 5G

O mundo não vai esperar o Brasil resolver seus problemas e o 5G está acontecendo, advertiu o consultor sênior da Omdia, Ari Lopes. Governo terá de decidir se busca investimentos de longo prazo ou de curto prazo. Omdia prevê um impacto de US$ 1,1 trilhão no Brasil de 2021 a 2025.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site