Clicky

Oi fechou dois contratos de rede neutra ofertando 326Gbps em 268 cidades

Ana Paula Lobo ... 29/03/2021 ... Convergência Digital

A Oi informou durante teleconferência de resultados do quarto trimestre de 2020, realizada nesta segunda-feira, 29/03, que a InfraCo, unidade de fibra ótica, já está operando de forma independente como forma de blindar a estratégia. O CEO da Oi, Rodrigo Abreu disse que já fechou dois grandes contratos de rede neutra para o fornecimento de links de 326 Gbps, em 218 cidades. O primeiro contrato envolve a oferta de 265gbps em 250 cidades. O segundo contrato tem a oferta de 51 gbps, em 19 cidades. Os negócios foram batizados de FTTCity.

Ainda de acordo com Rodrigo Abreu, a Oi - que está para se tornar depois da venda dos ativos - no maior provedor de fibra do país, a operadora possui contratos assinados com cerca de 1,6 mil empresas de internet, entregando infraestrutura em fibra para mais de 5,3 milhões de residências no país. "A InfraCo vai herdar a divisão de atacado e esse é um mercado estratégico", adicionou o presidente da Oi.

A divisão da InfraCo está para ser vendida, e o valor deverá ficar acima de R$ 20 bilhões. Até o dia 05 de abril, a BTG tem direito de exclusividade na aquisição, que envolve mais de 400 mil km de fibra ótica no Brasil. A Oi ficará com 49% do capital votante. Rodrigo Abreu disse ainda acreditar que com a concretização das vendas dos ativos, a Oi deixará a recuperação judicial - que já foi a maior do Brasil - em dezembro deste ano.



Internet Móvel 3G 4G
TIM cansa de esperar teles e faz carreira solo na carteira digital

"Continuo achando que o negócio seria muito melhor se todas estivessem juntas e nossa plataforma é aberta. Se elas quiserem vir, estamos prontos para receber", afirmou o CEO Pietro Labriola. A TIM não teme a competição do WhatsApp. Expectativa é ter a carteira digital ainda neste semestre.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

STF derruba lei municipal que impedia antena de celular a 100 metros de residências

Sob a justificativa de impedir exposição a campos eletromagnéticos, Lei de Valinhos (SP), de 2018, proibia infraestrutura de telecomunicações próximas a casas, parques, jardins e áreas de preservação. 

CADE aprova compra de torres da Vivo pela American Tower

Transação, anunciada em janeiro, prevê a aquisção das torres da Telefónica (Vivo) no Brasil, Espanha, Alemanha, Argentina, Chile e Peru pelo valor de 7,7 bilhões de euros. Transação foi questionada por concorrentes.

Algar é autorizada a emitir R$ 1,5 bi em debêntures incentivadas. BTG investe na área

Depois de a TIM ser autorizada a captar R$ 5,7 bilhões chegou a vez da operadora, com sede em Uberlândia. E liberação de recursos fez o BTG criar o o Fundo Incentivado de Investimento em Infraestrutura (FI-Infra).

T-Mobile já demitiu 5 mil empregados desde a compra da Sprint

Nos Estados Unidos, telefonia móvel encolheu de quatro para três empresas de abrangência nacional com a compra da quarta operadora.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G