Home - Convergência Digital

5G em faixa milimétrica trará pelo menos R$ 37 bilhões ao Brasil até 2024

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 27/02/2019

O 5G terá papel relevante para a economia da América Latina e para o Brasil, revela estudo divulgado pela GSMA, durante o Mobile World Congress, que acontece essa semana em Barcelona. O levantamento aponta que o 5G traria uma receita de US$ 20,8 bilhões até 2024 com a utilização de frequências milimétricas (acima de 6 GHz).

Boa parte dos recursos seriam gerados nos setores de indústria (34%), seguido pelos setores financeiros e profissionais (28%), governos, segurança, educação e saúde (19%), TICs e serviços (14%) e mineração e agricultura (5%). O Brasil ficaria com quase metade deste montante - 10,4 bilhões de doláres, ou 47%.

O levantamento da GSMA advertiu, porém, que o custo de espectro na América Latina é três vezes maior que o cobrado nos países desenvolvidos e esse valor alto poderá vir a ser um entrave para a entrada da tecnologia na região. O México deverá ser o primeiro país a ter o 5G, seguido pelo Brasil.

Em entrevista ao portal Convergência Digital, o diretor da GSMA Brasil, Amadeu Castro, sustenta que o leilão 5G não poderá ter o viés arrecadatório no Brasil. Segundo ele, o momento é o de garantir cobertura e oferta de serviços. A GSMA também diz que é necessário definir a questão do espectro no 3,5GHz.

*Ana Paula Lobo viajou a Barcelona a convite da Huawei do Brasil

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

01/06/2020
CPQD se filia à consórcio de inovação aberta para o 5G

28/05/2020
Profissional de IA tem de gostar de fazer a tecnologia acontecer

27/05/2020
Cisco: 'Sempre estivemos e estamos no jogo do 5G"

27/05/2020
Coronavírus atrasa entrega de telefones 5G e impacta venda global de celulares

26/05/2020
Autoridade de Dados burocrática vai matar a inteligência artificial

26/05/2020
IA feita no Brasil salva vidas ao monitorar três milhões de pacientes

25/05/2020
Covid-19 impôs uma transformação digital 'goela abaixo' no Brasil

22/05/2020
Anatel: Parabólicas comprometem porta de entrada do 5G no Brasil

21/05/2020
Anatel confirma que filtros não resolvem interferência do 5G nas parabólicas

14/05/2020
Ericsson: Compartilhamento de espectro permite 5G às teles antes do leilão

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site