Convergência Digital - Home

Coronavírus: Microsoft revela um aumento de 775% de demanda nos serviços na nuvem

Convergência Digital
Ana Paula Lobo* - 30/03/2020

A demanda dos serviços de computação em nuvem da Azzure, da Microsoft, aumentou quase nove vezes (775%) nas áreas do mundo com medidas de quarentena imposta pelo combate a pandemia do Coronavírus. Esse excesso no tráfego obrigou a empresa a anunciar restrições no consumo e divulgar orientações para os clientes. O Brasil é citado como um País com um aumento substancial no consumo dos serviços.

A Microsoft, em post, lembra que somou até o dia 28 de março, 44 milhões de usuários, que geraram mais de 900 milhões de minutos de reuniões e ligações nos últims sete dias. A companhia adverte aos clientes para considerarem usar os serviços de outras regiões geográficas, caso a sua enfrente problemas, ou tipos de recursos diferentes, dependendo dos requisitos. Caso contrário, adverte a Microsoft, os clientes podem sofrer intermitências no deployment de novas soluções.

A Microsoft revela também que está impondo “algumas restrições temporárias”, um conjunto de medidas que inclui a limitação de ofertas gratuitas, como modo de priorizar quem está pagando, além de “limites em alguns recursos disponíveis para novos assinantes”. O post explica que os limites podem ser revistos, e, caso não possam ser modificados, os novos clientes podem usar regiões alternativas. A Microsoft tem um total de 54 regiões.

Para o Microsoft Teams, suíte de colaboração que enfrentou problemas nos primeiros dias da quarentena na Europa, a Microsoft implementou “ajustes”, como reduzir a quantidade de vezes que o software busca se novos usuários estão ativos, ou digitando, e, principalmente, diminuiu a resolução do vídeo.


Recrutadores e a dura tarefa de contratar cientistas de dados

O maior gargalo é encontrar profissionais adequados às demandas das empresas e o Brasil, hoje, é um exportador de talentos para outros países.

Destaques
Destaques

Metade das empresas no Brasil não confia na própria análise dos dados

Levantamento da Serasa Experian mostra ainda que 42% das companhias brasileiras admitem perder dinheiro com a má qualidade das informações. Má governança é vista como um desafio a ser superado. O mais grave: mais de 70% destão sem estratégia para superar essa etapa.

Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

Estatal de TI não revela o montante a ser pago, mas diz que contrato será de 24 meses e inclui capacitação técnica dos funcionários, no modelo de serviços por demanda. Propostas devem ser enviadas até o dia 20 de julho.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site