Clicky

Home - Convergência Digital

Aumento de espectro para 5G está em consulta pública

Convergência Digital - 18/06/2020

A Anatel abriu uma consulta pública requisitos técnicos e operacionais da faixa de frequências de 3.300 MHz a 3.700 MHz. Na prática, etapa necessária para avançar com a proposta que eleva a oferta desse naco do espectro no leilão do 5G – ainda sem data certa de realização. 

Formalmente, a consulta submete a contribuições da sociedade a proposta de ato que aprova os requisitos técnicos e operacionais de uso da faixa de frequências de 3.300 a 3.700 MHz (3,5 GHz-TDD), endereçando questões de potência e emissões indesejáveis. 

A dificuldade em evitar interferências na recepção das antenas parabólicas, no entanto, já leva a Anatel a avaliar alternativas, inclusive a possibilidade de que não sobrem os mencionados 400 MHz para uso pelo 5G, caso adote-se uma banda de guarda maior entre as operações. 

“Temos a questão de garantir a convivência e talvez os 100 MHz [de banda de guarda] precisem se tornar 120 MHz. Simulações que fizemos apontaram nesse sentido. Talvez precisemos de uma banda de guarda um pouco maior. E aí não necessariamente teremos os 400 MHz, mas 380 MHz ou alguma coisa nesse sentido”, já admitiu o presidente da agência, Leonardo de Morais. 

Adicionalmente, a Anatel publicou os requisitos técnicos e operacionais de uso da faixa de 2.300 MHz a 2.400 MHz para utilização por estações no Serviço Móvel Pessoal – SMP, no Serviço de Comunicação Multimídia – SCM, no Serviço Telefônico Fixo Comutado – STFC e no Serviço Limitado Privado – SLP. Medida também de preparação do leilão do 5G. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

30/11/2020
Reino Unido endossa NEC no OpenRAN para tirar Huawei e provocar Ericsson e Nokia

30/11/2020
Um em cada quatro acessos móveis na América Latina será 5G até 2026, prevê Ericsson

27/11/2020
Oi acerta corte de 50% em multas da Anatel, para R$ 7 bilhões, mas conta pode cair para R$ 4 bilhões

27/11/2020
Anatel abre licitação para elaboração de novo modelo de custos

27/11/2020
Anatel encerra ciclo de TACs em acordo fraco com Algar

27/11/2020
Com prioridade pra TVs, Anatel divide sobras de R$ 1,4 bilhão da TV Digital

27/11/2020
Teles: restrição a fornecedores é um risco ao 5G e aos consumidores

26/11/2020
Para acabar com troca-troca de planos pelas teles, Anatel vai impedir mudanças em menos de 12 meses

26/11/2020
Anatel renova faixa de 850 MHz para Vivo, mas nega pedido de redução de preço

26/11/2020
Palo Alto: É um erro enorme repetir o passado e não tornar a nuvem aberta de verdade

Destaques
Destaques

Qualcomm e Nokia: Ondas milimétricas são a mudança do modelo de negócio no 5G

Ondas milimétricas não apenas uma banda a mais para o 5G, mas são a base das novas aplicações com baixíssima latência, diz Francisco Soares, da Qualcomm. Wilson Cardoso, da Nokia, adverte que, até 2025, serão instaladas 200 mil ERBs para atender verticais específicas como a indústria 4.0.

Anatel: Cibersegurança em Telecom une teles e os mais de 10 mil prestadores de serviços SCM

"Não há como fazer obrigação em cibersegurança. O ambiente tem de ser cooperativo e não é apenas com as teles. São mais de 10 mil pequenos prestadores de serviços e eles têm de estar ativos. Temos de ter uma coordenação entre todos os atores", disse o superintendente de Planejamento e Regulamentação da Anatel, Nilo Pasquali.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

5G precisa ser aberto e transparente

Por Fabio Rua

É possível afirmar que estamos vivendo um momento extremamente crucial na história da tecnologia, ainda mais após todo o processo de aceleração digital e transformação exigidos durante o período da pandemia de COVID-19. As decisões que tomarmos hoje sobre como as redes 5G serão construídas em nosso país terão um impacto sem precedentes na transformação dos negócios.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site