Home - Convergência Digital

Gestor de Tecnologia foi repaginado pela Covid-19

Ana Paula Lobo - 19/06/2020

A pandemia de Covid-19 obrigou mudanças drásticas na forma de trabalhar e o gestor de tecnologia - CIO, Chief Compliance Officer e, especialmente, o Chief Transformation Office, que está à frente da digitalização - ganharam uma relevância no comando da cadeia dos negócios, afirma o consultor da Russell Reynolds Associates e professor do curso de pós-graduação na Escola Politécnica /USP, Márcio Gadaleta, em entrevista ao Convergência Digital.

Segundo ele, as empresas tiveram de ser muito rápidas para enfrentar a crise. "Era transformar ou morrer. A tecnologia virou sobrevivência. Tinha de funcionar", diz Gadaleta. Quem também apareceu foram os chief Security Officers, ou os diretores de Segurança da Informação e os Chief Suply Chain Officers, responsáveis pela Logística.

"O suply chain foi o mais atingido pela pandemia. Quem soube desembaraçar os problemas, se destacou", pontuou o especialista. Em segurança, a migração do escritório para o home office abriu brechas para ataques hackers e montar a estratégia alternativa foi dever de casa. É fato que nas empresas mais avançadas na digitalização, a ida para o home office foi menos dolorosa. Mas para outras, a transição foi cruel e há muitas corporações indo ao mercado para contratar novos líderes.

"A crise mostrou que é preciso executivos que consigam lidar com a adversidade. Quem planeja muito, tem muita dificuldade para se virar numa situação de exceção", lembra Gadaleta. Um ponto essencial nessa repaginação do gestor de tecnologia foi a empatia. "Não dava para pensar só na empresa. Pensar no funcionário foi obrigação. O confinamento é uma situação fora da curva. O executivo teve que tomar decisões rápidas pensando no presente, sem perder o olhar do futuro", completa.



Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

28/10/2020
Trabalho remoto agora é oficial na Algar Telecom

26/10/2020
Mastercard: Número de desbancarizados no Brasil caiu 73% durante a Covid-19

15/10/2020
Covid-19 x saúde mental: mulheres empreendedoras pagaram a conta

05/10/2020
Serpro retoma as atividades presenciais, com exceção do Rio de Janeiro

01/10/2020
Covid-19: maioria teme o uso dos dados pessoais nos serviços públicos online

28/09/2020
SD-WAN ganha musculatura com a Covid-19 na América Latina

25/09/2020
Governo diz ter economizado R$ 1 bilhão com teletrabalho

23/09/2020
Mobile World Congresso 2021 é adiado de fevereiro para junho

23/09/2020
Dos 10% em teletrabalho no Brasil, maioria é branca, tem diploma e maior renda

21/09/2020
Covid-19 aumentou 16% os cancelamentos e em 10% a inadimplência em telecom

Startup cria time de cientistas de dados para avançar nos negócios

Com sede nos EUA, a Fligoo atua nos segmentos de finanças, educação e saúde, e sabe da relevância de ter profissionais capacitados para lidar com os dados. "Prepare-se o tempo todo. Estude. Não espere a necessidade chegar", aconselha Leandro Ferrado.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Futuro sem aposentadoria – qual a saída?

Por luis Macedo*

O futuro financeiro nunca foi tão incerto. A aposentadoria "oficial", pelo INSS, fica cada vez mais distante para muitas pessoas, especialmente porque o mundo do trabalho mudou. Uma alternativa para uma parcela significativa da população que não tem carteira assinada são os fundos de previdência. O problema, no entanto, é a infinidade de fundos que existem.

Destaques
Destaques

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Teletrabalho: sem regulamentação, sem direitos, sem deveres, sem regras

Depois da nota técnica do MPT alertando para o direito à desconexão, Congresso tenta acelerar a votação dos PLs que tratam do tema, entre eles o PL 3915/20. O tema é complexo. IN 65, do governo federal, repassa os custos com tecnologia para os servidores no home office.

Ministério Público: Teletrabalho exige direito à desconexão

Ministério Público do Trabalho elaborou uma nota técnica direcionada para as “empresas, sindicatos e órgãos da administração pública”.  Na orientação, sugere a adoção de etiqueta digital para orientação de patrões e empregados.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site