Home - Convergência Digital

Curso de gestão pública é top 1 de ranking nacional dos cursos a distância

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 01/08/2019

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) mostra que, caso a tendência de crescimento nas matrículas no ensino superior continue a mesma, em 2023 o número de alunos por meio da educação a distância (EAD) nas universidades particulares será maior do que os que se matriculam em cursos presenciais.

A oferta de cursos online é tão grande que fica difícil escolher um curso de qualidade. Ao contrário do que acontece com os cursos presenciais - contemplados por rankings universitários já bastante conhecidos -, não havia, até hoje, um ranking voltado especificamente para o ensino a distância. Foi para preencher essa lacuna que o Canvas - plataforma de tecnologia educacional integrada - idealizou o EAD Ranking, primeiro ranking de educação a distância do Brasil.

Feito com o apoio da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), da Rede Brasileira de Pesquisa em Rankings, Índices e Tabelas, Classificatórias na Educação Superior (Rede Rankintacs) e do Grupo Gestão RH, o projeto tem como objetivo premiar cursos que estão se destacando e incentivando as melhores práticas na educação a distância.

Independente e com uma metodologia transparente, semelhante aos rankings universitários tradicionais, o EAD Ranking inclui mais de 200 cursos, em diversos níveis e áreas de interesse. O curso de maior pontuação no Brasil foi um pós-graduado em Gestão Pública com ênfase em Auditoria e Controle na FECAP de São Paulo, seguido pelo curso de Assistente Administrativo, do Senai RJ e a Pós Graduação em Produção de Grãos, pela Rehagro, de Minas Gerais.

“No top 20, não há um tipo específico de curso que seja favorecido”, diz Gabriela Pereira, diretora regional do Canvas. “Temos cursos de administração de empresas, letras, ciências agrícolas, ciência aeronáutica e coaching de desenvolvimento profissional. Há também vários cursos de pedagogia, mostrando o papel que o ensino a distância desempenha na formação de educadores, uma das maiores prioridades do Brasil. ”

Se os professores estão usando cada vez mais o ensino a distância para aumentar seu conjunto de habilidades, é vital ter uma avaliação de qualidade para garantir a educação das futuras gerações. Os critérios de pontuação incluem atenção dedicada a cada aluno, ofertas tecnológicas de cada curso, reputação do curso entre os pares e profissionais de RH.

“Com o EAD Ranking, nos aproximamos da comunidade de ensino a distância e buscamos avaliações e indicadores diferenciados que nos ajudem a atuar no segmento de forma mais efetiva e colaborativa”, afirmou o presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), Fredric Litto.

Dados do Censo da Educação Superior, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), revelam que as matrículas no EAD alcançaram quase 1,8 milhão em 2017, o equivalente a 21,2% do total de matrículas em todo o ensino superior. Para conferir os resultados do EAD Ranking, acesse o site www.eadranking.com.br/

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/09/2019
Graduação em Ciências de Dados terá 2610 horas

11/09/2019
Automação e IA exigem que Brasil reeduque sete milhões em três anos

09/09/2019
Centro de Inovação abre 100 vagas com jornada flexível e home office

09/09/2019
Governo prioriza banco de talentos para servidores federais

05/09/2019
Embraer abre 150 vagas para estágio e usa Inteligência Artificial

04/09/2019
Existem mais de 2 mil vagas abertas para DevOps no Brasil

02/09/2019
Governo esvazia Ciência e Tecnologia e corta bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado

14/08/2019
A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

13/08/2019
RH da OLX define planos de cargos e salários como ultrapassados

12/08/2019
Programa Fábrica de Talentos capacita mais de 300 alunos

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

TICs vão demandar 700 mil novos profissionais na Indústria em cinco anos

Dados são do Mapa do Trabalho Industrial, feito pelo SENAI, que indicam ainda a urgência na qualificação de 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais por conta da indústria 4.0. Um dos especialistas em alta é o condutor de processos robotizados, com um incremento de 22% no número de vagas.

Dizer não é saudável para o ambiente de trabalho

A posição é defendida pelo diretor geral da Robert Half, Fernando Mantovani. Segundo ele, acumular tarefas e colocar prazos em conflito é um risco alto.

Técnicos são os que mais procuram especialização em Big Data

Cursos voltados para desenvolvimento Full Stack e Segurança Cibernética também são bastante demandados. No caso do big data, dos alunos formados nesta área, 45% possuem mais de 10 anos de experiência (sênior); 36% até nove anos (pleno) e 19% até três anos (recém-formados).

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site