NEGÓCIOS

ITI promete para outubro a regulamentação do certificado digital remoto

Convergência Digital ... 25/09/2020 ... Convergência Digital

O Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) festejou a sanção da Lei 14.063/20, que traz mudanças importantes no uso do certificado digital no Brasil, e informou que com as novas regras a regulamentação da emissão das assinaturas digitais de forma remota será regulamentada rapidamente. 

Para o ITI, destaque deve ser dado à nova redação do artigo 7º da Medida Provisória nº 2.200-2, de 2001, que amplia a emissão para além da forma presencial “por outra forma que garanta nível de segurança equivalente, observadas as normas técnicas da ICP-Brasil”.

“Esse é o amparo legal para que o Comitê Gestor da ICP-Brasil possa regulamentar formas não presenciais de identificação e cadastro dos usuários da ICP-Brasil quando das emissões primárias de seus certificados digitais. É o caso das videoconferências, que serão regulamentadas brevemente, em outubro, de modo a proporcionar a emissão primária de certificados digitais ICP-Brasil em condições normais de vigência”, divulgou o ITI. 

Números do setor indicam que a emissão remota, que vinha sendo possível pela previsão na Medida Provisória 951, depois incorporada na conversão em lei da MP 983, continuam turbinando o mercado. Em agosto, foram 563.597 emissões, o que representa um crescimento de 19,9% em relação a agosto de 2019 (469.941) e representa um novo recorde para o mês. 

Segundo o presidente-executivo da Associação Nacional de Certificação Digital – ANCD, Egon Schaden Júnior, a expectativa é que os números tenham incremento ainda maior com a retomada das emissões à distância, agora devidamente regulamentada. 

De janeiro a agosto deste ano já foram emitidos 3.921.181 certificados ICP-Brasil. Segundo previsões do ITI, em 2020 devem ser emitidos 6.319.026. Atualmente, são 9.468.413 certificados ativos, sendo 53,1% de pessoa jurídica, 46,3% de pessoa física e 0,6% de equipamentos. 

Para o presidente-executivo da Associação das Autoridades de Registro do Brasil (AARB) Edmar Araújo, a sanção da Lei 14.063/2020 respeita os diferentes tipos de transação possíveis na rede mundial de computadores, reservando a maior parte das operações digitais para assinaturas eletrônicas simples e avançadas. “Naqueles atos que inspirem maior segurança e elevada presunção de validade jurídica, apenas a assinatura qualificada (ICP-Brasil) poderá ser utilizada. A Lei é um avanço para todos os setores e uma vitória da sociedade.”

Segundo Araújo, ao permitir que os cidadãos tenham direito a uma assinatura eletrônica, caminharemos rapidamente para a tão necessária sociedade digital. “A indústria 4.0 tem sua porta de entrada na digitalização dos processos. Atos da vida poderão ser realizados pela internet com segurança, confiabilidade e enorme conveniência no Brasil”.


Cloud Computing
AWS: Nuvem responde às exigências da LGPD

“A LPGD foi criada até pela expansão do uso dos dados, porque temos que nos preocupar muito quem acessa, como ele está armazenado, como está criptografado”, afirma Jorge Ruas, da AWS. 

Desafio nacional: identificar os dados efetivamente valiosos ao negócio

Pesquisa da IDC mostra que quase a metade companhias pesquisadas no Brasil admitiu ter dificuldade para encontrar talentos e recursos responsáveis pelas análises das informações.

Fintechs mostram sua força no cadastramento para o PIX

Banco Central revela que Nubank, Mercado Pago e PagSeguro foram as instituições com mais cadastros de chaves de identificação para o uso do pagamento instantâneo, a partir de 16 de novembro. Em nove dias, o Banco Central contabiliza 33,7 milhões de cadastramentos.

STJ: Uso de criptomoedas para lavar dinheiro é crime de competência estadual

Criptomoedas não são caracterizadas pelo Banco Central como moeda tampouco são consideradas valor mobiliário pela Comissão de Valores Mobiliários, portanto, o ministro Felix Fischer, do STJ, entendeu que não cabe à justiça federal julgar crimes envolvendo o ativo.

ABES: desoneração da folha é vital para manter empregos em software e serviços

O Brasil cresceu 10,5% em TI em 2019, e deverá, apesar da Covid-19 e da crise econômica, registrar um crescimento de 4% em 2020, afirmou o vice-presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira das Empresas de Software, Jorge Sukarie.

Transformação digital é mudar a mentalidade de produto para solução ao cliente

"Não precisamos da furadeira, mas, sim, do buraco na parede", exemplificou Thales Teixeira, fundador da decouping.co, ao revelar o impacto da jornada digital. Para Teixeira, a inovação está no modelo de negócios. "A tecnologia é só um motor", pontuou.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G