GESTÃO

BRF faz transformação digital e consumidor ganha voz de decisão

Ana Paula Lobo ... 05/07/2019 ... Convergência Digital

A transformação digital da BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, com mais de 30 marcas em seu portfólio, entre elas, Sadia, Perdigão, Qualy,  e com  produtos comercializados em 150 países passou por evoluir o atendimento ao consumidor, adotando o SAC 2.0, com a plataforma Services Cloud, da Salesforce.

"O consumidor ganhou voz de decisão", conta a gerente executiva da área de Relacionamento com Consumidores e Clientes da BRF, Patrícia Matsunaga. A executiva exemplifica: quando a Sadia tirou de linha o tender sem osso houve uma enxurrada de reclamações. Com os dados referendados e analisados, a companhia voltou atrás. "Teve cliente dizendo que nós tínhamos acabado com a mesa de natal deles. E não foi um ou dois, foram muitos. Essa interação nos fez comprovar o erro na decisão", reforçou.

O processo de transformação digital começou em 2016 com a implantação de novas formas de atendimento ao consumidor. "Nós decidimos manter um SAC próprio. O time interage e percebe a reação do nosso cliente. O SAC 2.0 nos permitiu tratar melhor os dados e gerar uma resposta mais rápida", conta ainda Patrícia Matsunaga.

Reunir os dados do SAP, do CRM ao SAC foi o maior ganho contabilizado com a integração dos dados em tempo real. "Deixamos de ficar reféns de planilhas soltas e, agora, temos uma integração que ajuda a tomada de decisão", reforça a executiva. O uso da nuvem permite também que, já a partir de agosto, aconteçam as vendas de produtos natalinos.

A migração da Lei do SAC para a Lei Geral de Proteção de dados está acontecendo na BRF, conta ainda a executiva. Um comitê interno está trabalhando para revisitar todos os procedimentos. Assistam a entrevista com Patrícia Matsunaga.


eSocial: Alterações relativas à contribuição previdenciária estão no ambiente de testes

O comitê do eSocialdiz que para permitir que empregadores e desenvolvedores façam testes foram estabelecidas datas fictícias relativas às faixas de salário de contribuição.

Aplicativo do governo mostra devedores da União e FGTS

Batizado ‘Dívida Aberta’, app para celulares e tablets permite consulta por nome, CPF ou CNPJ, ou mesmo pelo mapa do Brasil. 

Secretário de Desestatização acusa Serpro e Dataprev de venderem dados pessoais

"Se fosse (empresa) privada não aconteceria", alegou o Secretário de Desestatização do Governo Bolsonaro, Salim Mattar, em entrevista à radio Gaúcha. Fenadados promete processar Mattar por calúnia.

Empresas de software reagem a novo imposto no Rio de Janeiro

Tributo, oriundo do Fundo Orçamentário Temporário (FOT), passaria a valer a partir de 01 de janeiro, mas liminar, concedida à FIRJAN, adiou a cobrança para março. "Legislação é inconstitucional e vamos reagir", diz o presidente do TI Rio, Benito Paret.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G