Home - Convergência Digital

Universidade carioca abre vagas para formar 'hackers do Bem'

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 31/01/2020

O novo curso de pós-graduação de Gestão da Segurança Cibernética e Vigilância Ubíqua da Universidade Veiga de Almeida (UVA) tem como objetivo instrumentalizar programadores e técnicos em geral que desejam atuar como "hackers do bem", ou seja, em vez de invadir sistemas, com fins ilícitos, eles vão proteger as empresas de ataques cibernéticos. São profissionais altamente demandados por empresas que querem garantir a segurança dos seus ativos. Eles são contratados para invadir e avaliar onde estão as fragilidades das redes de informação e de automação das companhias.

Originalmente usado para denominar programadores de software e hardware, o termo "hacker" esteve associado, nos últimos anos, aos crimes digitais praticados por pessoas que aproveitam brechas de segurança para implantar vírus e roubar informações de pessoas e empresas. Contudo, como explica Beatriz Balena, reitora da UVA, foi nesse ambiente que surgiu uma das profissões mais promissoras da atualidade: a de estrategista em segurança cibernética. Isto porque diferentes segmentos estão sendo impactados pela transformação digital e pela ampla transação de dados e as empresas passaram a se preocupar com a segurança cibernética em seus negócios e a proteger seus dados.

O especialista em defesa e segurança cibernética pode atuar em empresas de diferentes setores, sejam elas de pequeno, médio ou grande porte. O profissional também encontra oportunidades em companhias de desenvolvimento de softwares, startups, empresas de tecnologia e, até mesmo, em órgãos públicos. Atualmente, de acordo com um recente estudo da Capgemini, há uma lacuna de 25% entre a demanda e a oferta de especialistas qualificados em segurança cibernética no Brasil.

O curso de Gestão da Segurança Cibernética e Vigilância Ubíqua da UVA, que tem duração de 1 ano e acontece aos sábados (quinzenalmente), desenvolve competências nas áreas de administração, engenharia e ciência da computação e de sistemas de informação. Para mais informações sobre a pós-graduação de Gestão da Segurança Cibernética e Vigilância Ubíqua clique aqui . As inscrições estão abertas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/03/2020
Desenvolvimento e design atraem mais mulheres para tecnologia

17/03/2020
Plataforma online oferece 225 mil bolsas de estudo em cursos de computação

11/03/2020
SENAI-SP abre 680 vagas gratuitas para curso técnico em Desenvolvimento de Sistemas

03/03/2020
ITI recruta professores para massificar ensino de programação em São Paulo

28/02/2020
BID abre inscrições para curso gratuito em português de Gestão de riscos em projetos

20/02/2020
NIC.br vai capacitar profissionais de provedores de Internet e administradores de redes

18/02/2020
Programa gratuito que ensina linguagens de programação para mulheres tem 70 vagas abertas

11/02/2020
Qualificar a mão de obra é mais do que urgente no Brasil

06/02/2020
AWS e SAS promovem Hackathon no Nordeste para desenvolver soluções para a Alexa

03/02/2020
IOS abre 2000 vagas para cursos gratuitos de formação profissional em TI

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Faltam profissionais para cuidar dos ataques cibernéticos no Brasil

Ao publicar a Estratégia Nacional de Segurança da Informação, a e-ciber, o governo admite que o País possui poucos profissionais especializados em segurança cibernética; que há uma baixa conscientização dos usuários com relação ao tema e que é preciso urgente criar um programa nacional destinado à formação técnica nos órgãos do governo e nas empresas privadas.

TI e Internet lideram 13 dos 15 cargos profissionais em alta no Brasil

Levantamento feito pelo Linkedin mostra que gestor de redes sociais, engenheiro de cibersegurança, cientistas de dados e desenvolvedores seguem tendo alta demanda no mercado.

Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

Empresas da região vão investir nas tecnologias da terceira plataforma - cloud, analytics, Inteligência Artificial - e vão requisitar cada vez mais especialistas em programação e desenvolvimento, projeta estudo da IDC América Latina.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site