Home - Convergência Digital

Funcionários da Procergs encerram greve de 50 dias

Convergência Digital - 11/03/2021

Após 32 dias úteis de greve e há 50 dias desde o início da paralisação, os trabalhadores da PROCERGS aprovaram, por maioria, a proposta apresentada pela empresa com ajustes propostos pela mediação do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) para os dias parados. A assembleia aconteceu com a presença de 330 trabalhadores e foi realizada pelo Google.

Os funcionários da PROCERGS estavam em greve desde 18 de Janeiro contra a retirada do Adicional por Tempo de Serviço (ATS – anuênio e quinquênio), por reposição da inflação nos salários e nos benefícios e para manter os direitos do Acordo Coletivo (ACT).

De acordo com o Sindp/RS, as conquistas da greve foram:
 
# ATS valerá até Dezembro de 2021. Adicionais que os funcionários já recebem serão incorporados como uma rubrica à parte, mas terão que ser reajustados junto com os salários;

# Percentual de 1% no Plano de Cargos da empresa, dobrando o percentual, que hoje é de 0,5%. Este percentual deverá vigorar até Dezembro de 2021 ou até o final de 2022 caso não entre em vigor o novo plano em estudo por parte da empresa;

# Reajuste Salarial: os reajustes dos salários devidos de 2019 serão pagos de forma retroativa à Janeiro de 2021. O INPC devido nos salários de Julho de 2020 entrarão nos salários de Julho de 2021;

# Vigência do ACT (Acordo Coletivo) por 6 meses;

# ACT (Acordo Coletivo) de Julho/2021 ficou fechado nesta negociação. Só voltaremos a negociar com a empresa em Junho de 2022 (ACT por dois anos, de 2020 a 2022). O INPC deste acordo será pago em Julho de 2022;

# Todas as cláusulas que não foram objeto de negociação serão mantidas nos ACTs de 2020  e 2021.

A partir da mediação do TRT gaúcho, ficou também acertado que os dias parados de greve serão assim conduzidos: 15 dias seriam descontados em 12 (doze) parcelas mensais e consecutivas a partir da folha de pagamento de Março de 2021, sem repercussões em 13º e férias. A outra metade dos dias seria abonada pela empresa.



 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/05/2021
Dissídio de TI São Paulo: Patrões e empregados seguem sem acordo

04/05/2021
TRT julga dissídio coletivo de 2020 dos profissionais de TI em São Paulo

11/03/2021
Funcionários da Procergs encerram greve de 50 dias

05/03/2021
Empresa de TI é obrigada a pagar PLR depois de disputa judicial

01/02/2021
Impasse entre patrões e empregados, faz TRT/São Paulo convocar Ministério Público do Trabalho

18/01/2021
Em São Paulo, sem acordo em 2020, patrões e empregados de TI discutem Convenção 2021

18/01/2021
Trabalhadores da Procergs entram em greve por aprovação de acordo coletivo 2020

17/12/2020
Patrões e empregados de TI de São Paulo não se acertam e segue impasse sobre reajuste em 2020

14/12/2020
Dissídio de TI em São Paulo: TRT marca nova audiência de conciliação

09/10/2020
Convenção de TI São Paulo: Patrões e empregados não se entendem na Justiça

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Trabalho híbrido, cloud, segurança, 5G: como fica o mercado de TI no Brasil?

Por Mauricio Suga*

A pandemia da Covid-19 e as mudanças decorrentes dela foram grandes aceleradores da transformação digital, tanto no Brasil quanto a nível mundial. Mudamos a maneira como trabalhamos e entendemos o local de trabalho, como gerimos e nos relacionamos com equipes e, também, revisitamos as prioridades de investimentos organizacionais, sejam elas de curto ou longo prazo.

Destaques
Destaques

MP do Governo muda as regras para teletrabalho

A MP 1046/2021 diz que a infraestrutura necessária para a prestação do trabalho remoto tem de estar em contrato firmado previamente ou em até 30 dias depois da mudança do regime de trabalho.

Governo reedita redução de jornadas de trabalho e suspensão de contratos por conta da Covid-19

Programa passa a ter validade a partir desta quarta-feira, 28 de abril e terá validade de 120 dias.Trabalhador que for inserido no programa terá estabilidade de até seis meses.

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site