Home - Convergência Digital

Anatel prorroga consulta pública do edital 5G por 15 dias

Luís Osvaldo Grossmann - 27/03/2020

A Anatel atendeu parcialmente os diversos pedidos apresentados pelo setor de telecomunicações e concedeu um adiamento de apenas 15 dias na consulta pública sobre o edital do 5G. O novo prazo vai, agora, até 17 de abril. Como expresso pela agência, os 45 dias pedidos atrasariam demais o leilão. 

“Em que pese tratar-se de tema de elevada relevância, a demora na aprovação dos instrumentos necessários para a implementação da tecnologia 5G se traduziria em prejuízo financeiro para o país, não somente no que diz respeito ao setor de telecomunicações, como aos demais setores a serem beneficiados com os novos serviços, tais como indústria, agricultura, transporte e setor público. Dessa forma, a prorrogação da Consulta Pública por tempo demasiadamente longo não atenderia ao interesse público”, apontou o relator, conselheiro Vicente Aquino. 

Entre os argumentos para a dilação do prazo, empresas e entidades argumentavam que o relatório final dos testes de interferência das aplicações do 5G na faixa de 3,5 GHz e as antenas parabólicas só será apresentado no fim de abril, provavelmente em 24/4. 

Para a Anatel, no entanto, “em razão de o estudo de convivência se encontrar deveras avançado e, considerando-se a participação direta de todos os atores do setor de telecomunicações, não se vislumbra necessidade de se aguardar a finalização dos testes atualmente em curso. Ressalta-se, entretanto, a necessidade de que a Área Técnica considerar os resultados de tais testes ao avaliar as contribuições submetidas no âmbito desta Consulta Pública”, anotou, ainda, o conselheiro relator. 

Além do adiamento do 5G, a Anatel tomou outra decisão no âmbito das consultas públicas. Por conta da pandemia do coronavírus, decidiu realizar três delas já previstas, para discutir a migração das concessões de telefonia fixa para autorizações, por meio de videoconferência. 

Nesse sentido, o Conselho Diretor determinou “à Superintendência de Planejamento e Regulamentação (SPR), em conjunto com as demais Superintendências envolvidas, que realize, em substituição aos eventos de diálogo com a sociedade que iriam ocorrer em Fortaleza/CE, Manaus/AM e São Paulo/SP, evento, por meio de videoconferência, a ser transmitido em tempo real pela internet”. 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/07/2020
Anatel assina com TIM primeira troca de multa por investimentos

07/07/2020
Nokia usa RAN aberto para provocar Ericsson no 5G

02/07/2020
Algar corta TAC pela metade e acordo de multas com Anatel cai para R$ 45 milhões

02/07/2020
Faixa de 1,5 GHz também pode ser destinada ao 5G para uso privado

02/07/2020
Anatel abre pregão de R$ 11 milhões para serviços de TI e aposta em novo modelo

02/07/2020
Claro traz 5G com compartilhamento de frequência para o Brasil

30/06/2020
Vivo e TIM avançam com OpenRAN para 'quebrar' concentração dos fornecedores

30/06/2020
Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

29/06/2020
Vodafone: 5G é o remédio para combater o impacto da Covid-19

25/06/2020
Covid-19 impôs revisão dos projetos 5G na América Latina

Destaques
Destaques

Covid-19 fez smartphone virar agência bancária com 41% das transações financeiras

As transações bancárias feitas por pessoas físicas pelos canais digitais foram responsáveis por 74% do total de operações analisadas em abril, revela a Febraban.

Oi Móvel terá um 'único' dono e Oi não se exclui do jogo do 5G

O CEO da Oi, Rodrigo Abreu, descartou a possibilidade de vender a Oi Móvel 'fatiada' para atender aos interessados: Vivo/TIM e Claro. "Sem chance. O ativo será vendido todo", disse. Sobre o 5G, diz que dependendo do modelo de venda, a Oi entra pensando em B2B, IoT e até para ser MVNO.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site