Clicky

GOVERNO

LGPD: Não fique parado. A Lei pegou e exige mudança cultural

Luís Osvaldo Grossmann e Ana Paula Lobo ... 14/10/2020 ... Convergência Digital

A Lei Geral de Proteção de Dados (13.709/18) já chegou e já pegou. Mas isso não significa que as transformações virão todas de uma vez. Como destacaram Mariana Blanes, do Martinelli Advogados, e José Pereira Junior, da Truly Consultoria, no CDemPauta, realizado nesta quarta-feira, 14/10, é possível que cada empresa se adeque em seu ritmo, com a perspectiva de que as mudanças são positivas para os negócios e para o país. 

“A LGPD vai mudar a forma de a gente fazer negócio a partir de agora. Vai mudar a cultura das empresas. O recado que é que não importa o porte da empresa, não fique parado. Faça o que está dentro do seu alcance, se movimente. E trabalhe aos poucos. Quando a gente olha o cenário completo, assusta. Porque é muita coisa para mexer. Mas vamos fatiando, vamos aos poucos que chegaremos lá. É uma mudança de cultura e não tem como dizer que não vai pegar a lei. A lei já pegou, então vamos trabalhar. Não é fácil e não é da noite para o dia, mas vamos chegar lá e isso vai ser importante para a maturidade do país em termos de negócios”, destacou a gerente jurídica escritório Martinelli Advogados, Mariana Blanes. 

Para o especialista em proteção de dados da Truly Tecnologia, José Pereira Junior, a LGPD vai logo se transformar em um diferencial competitivo junto a clientes e parceiros. “A LGPD vai impulsionar o crescimento das empresas, vai transformar algo que a maior parte vê apenas como mais uma legislação a ser atendida em um diferencial de fato para a realização de novos negócios. Vai garantir a credibilidade com o cliente final, com os parceiros, e o crescimento da organização como um todo. E isso em nível de Brasil, de país, para transformar a realidade das empresas considerando a privacidade como o centro que ela merece.”


Liminar suspende processo de liquidação do Ceitec pelo governo Bolsonaro

Justiça Federal no Rio Grande do Sul acatou pleito em ação civil pública e determinou a suspensão da assembleia que nomearia liquidante da estatal do chip, localizada em Porto Alegre.

Bolsonaro recoloca Jarbas Valente no comando da Telebras

Ex-conselheiro e vice-presidente da Anatel deixou a estatal para ser substituído por Waldemar Gonçalves Ortunho Junior, em abril de 2019, mas, agora, retoma à companhia com a nomeação do coronel para a direção da Agência Nacional de Proteção de Dados.

BNDES vai pagar R$ 8 milhões para preparar a venda do Serpro e da Dataprev

Consórcio vencedor reúne Accenture, a multinacional de RP Burson-Marsteller e o escritório Machado, Meyer, Sendacz, Opice e Falcão Advogados.

Governo alega prejuízo de R$ 10 bi e vai ao STF contra desoneração da folha

Benefício, que acabaria este ano, foi prorrogado para dezembro de 2021, por decisão do Congresso Nacional, que derrubou o veto do governo. A desoneração da folha é considerada essencial para as empresas de TI e Telecom. Governo diz que medida é inconstitucional.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G