Home - Convergência Digital

Gamificação certifica colaboradores de empresa de cloud

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 03/10/2019

Desenvolver e capacitar profissionais internos é uma forma das empresas se manterem competitivas, com times engajados e focados nos clientes. Pensando nisso, a Mandic Cloud Solutions, ​​especializada em serviços profissionais em cloud, investiu na Mandic Universidade Corporativa (MUC), com o objetivo de aperfeiçoar as competências técnicas, comportamentais e de negócios de seus colaboradores. A empresa acaba de lançar uma trilha de formação profissional, chamada Satori, um treinamento em formato gamification que certifica o colaborador em diversas áreas, entre elas, agilidade, monitoramento, rede de segurança, containers e Serverless.

A trilha, que faz uma alusão às artes marciais, começa na faixa branca e vai até a vermelha, seguindo a escala jiu-jitsu. Cada etapa é representada por um Dojô - local onde se treina artes marciais japonesas - e a medida que o trabalhador passa pelos capítulos é possível acumular Yattapoints (pontos virtuais) que podem ser convertidos em prêmios como um day-off, por exemplo.

Para Vanessa Haba, diretora de Pessoas da Mandic Cloud "unir a realidade colaborativa com metodologias ágeis, já é uma prática em grandes empresas. O desafio é aprimorar cada vez mais os programas que investem em treinamento interno, e incluir conteúdos que atendam não só as áreas técnicas, mas também outros departamentos".

Para iniciar sua jornada de desenvolvimento é necessário que o colaborador percorra a faixa branca, composta por seis cursos que servirão de nivelamento. Dentre os temas que fazem parte dos cursos, introdução à linguagem de programação python e cloud computing, são alguns."Dessa forma, conseguimos desenvolvê-lo em sua área de atuação, porém, issonão impede que o colaborador se desenvolva em outro dojô que tiver interesse", afirma Haba.

Concluído os cursos da faixa branca, o colaborador poderá ingressar no Satori escolhendo um dojô para treinar, importante que essa escolha esteja acordada com o gestor da área. A trilha Satori é composta por 7 faixas a serem percorridas, e cada faixa possui alguns desafios, provas e conteúdos elaborados pelos próprios especialistas da companhia.

Para a diretora de Pessoas, a plataforma recente já obteve aceitação entre os colaboradores. "Temos sessenta faixas brancas. Para a nossa surpresa, até os que não são de áreas técnicas estão empolgados com a iniciativa e, pelo formato didático e lúdico, conseguem absorver os conteúdos sem nenhuma restrição", explica.

Cerca de 260 colaboradores já navegam na plataforma da MUC. Desde abril foram registradas 572 horas em cursos onlines e presenciais, e em maio e junho já passaram de mais de 8 mil horas apenas nos cursos onlines. Pela trilha Satori, 67 especialistas já se formaram. A empresa prevê o lançamento de mais quatro trilhas até o final do ano. .

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/02/2020
Programa gratuito que ensina linguagens de programação para mulheres tem 70 vagas abertas

11/02/2020
Qualificar a mão de obra é mais do que urgente no Brasil

06/02/2020
AWS e SAS promovem Hackathon no Nordeste para desenvolver soluções para a Alexa

03/02/2020
IOS abre 2000 vagas para cursos gratuitos de formação profissional em TI

31/01/2020
Universidade carioca abre vagas para formar 'hackers do Bem'

14/01/2020
TIM Tec oferece 30 cursos online gratuitos voltados para TICs

06/01/2020
Singularity University realiza primeiro programa para líderes no Brasil

18/12/2019
95% dos executivos querem funcionários com habilidades digitais

06/12/2019
Governo investe R$ 22 milhões para capacitar novos programadores no Brasil

05/12/2019
No Rio, apenas 21% das empresas adotam o teletrabalho

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A urgência de cultivar talentos para TIC no Brasil e no mundo

Por Breno Santos*

A transformação digital ainda é um desafio para muitas empresas no Brasil e a aplicação estratégica das novas soluções deve acontecer por meio de equipamentos e mão de obra qualificada.

Destaques
Destaques

Faltam profissionais para cuidar dos ataques cibernéticos no Brasil

Ao publicar a Estratégia Nacional de Segurança da Informação, a e-ciber, o governo admite que o País possui poucos profissionais especializados em segurança cibernética; que há uma baixa conscientização dos usuários com relação ao tema e que é preciso urgente criar um programa nacional destinado à formação técnica nos órgãos do governo e nas empresas privadas.

TI e Internet lideram 13 dos 15 cargos profissionais em alta no Brasil

Levantamento feito pelo Linkedin mostra que gestor de redes sociais, engenheiro de cibersegurança, cientistas de dados e desenvolvedores seguem tendo alta demanda no mercado.

Déficit de mão de obra na América Latina será de 570 mil profissionais em 2020

Empresas da região vão investir nas tecnologias da terceira plataforma - cloud, analytics, Inteligência Artificial - e vão requisitar cada vez mais especialistas em programação e desenvolvimento, projeta estudo da IDC América Latina.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site