Home - Convergência Digital

Vivo Empresas fecha parcerias para clientes nas áreas de saúde e serviços

Convergência Digital* - 26/06/2020


A Vivo Empresas, segmento corporativo da Telefônica Brasil, adotou novas medidas de apoio aos seus clientes empresariais. A partir de agora, os clientes têm acesso a benefícios exclusivos com empresas nas áreas de saúde e serviços. As novas iniciativas contemplam desde desconto em soluções para divulgação de serviços a descontos em medicamentos e consultas.

Passam a ser parceiros da operadora:

Dr.Consulta: Todos os clientes corporativos da Vivo, assim como seus colaboradores e familiares, têm desconto nas assinaturas oferecidas pela rede. A partir de R$ 29, 90 mensais é possível ter acesso a uma série de descontos em saúde, como consultas por apenas R$ 40 em qualquer unidade do Dr. Consulta, ou até mesmo sem sair de casa, utilizando o recurso de Telemedicina. Além de até 60% de desconto em medicamentos genéricos, e 20% de redução no valor de exames, dependendo do pacote contratado.

GetNinjas: Na plataforma que que ajuda prestadores de serviço, como contadores, pedreiros, auxiliares domésticos, profissionais de evento, entre outros, a encontrar consumidores, os clientes corporativos da Vivo terão 25% de desconto na primeira compra de créditos para a divulgação de seus serviços. Tudo isso através do aplicativo, sem a necessidade de sair de casa.

"Nós entendemos que é nosso papel fazer o que for possível para auxiliar nossos clientes neste momento de crise para muitas empresas. Por isso, nos unimos a parceiros em busca de soluções que atendessem este público de alguma forma", diz Gabriel Domingos, diretor de marketing e produtos core da Vivo Empresas. O executivo ressalta que novas parcerias já estão sendo estudadas. "Continuamos em busca de novos parceiros e pretendemos anunciar em breve uma expansão deste programa", finaliza Gabriel. Saiba mais em: http://blog.vivomeunegocio.com.br/sobre-nos/parcerias-vivo-empresas/

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/10/2020
Vivo está com 1.000 vagas abertas call centers em Curitiba e Fortaleza

16/10/2020
CGU aplica multa de R$ 45,7 milhões à Vivo por distribuição de ingressos da Copa de 2014

14/10/2020
Vivo reforça serviços digitais com o Vivo Money

06/10/2020
Trainee da Vivo terá salário de R$ 6,800,00

06/10/2020
Justiça condena Vivo e WhatsApp por celular invadido

20/08/2020
Vivo amplia seu ecossistema digital ao agronegócio com soluções IoT

29/07/2020
Unida às rivais pela Oi Móvel, Vivo entra na briga pela rede neutra de fibra

17/07/2020
Vivo abre processo seletivo para mais de 200 profissionais

15/07/2020
Vivo terá 5G DSS, mas cobra leilão do 3,5GHz no começo de 2021

15/07/2020
Covid-19: Vivo antecipa R$ 1 bilhão a fornecedores

Desafio nacional: identificar os dados efetivamente valiosos ao negócio

Pesquisa da IDC mostra que quase a metade companhias pesquisadas no Brasil admitiu ter dificuldade para encontrar talentos e recursos responsáveis pelas análises das informações.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Futuro sem aposentadoria – qual a saída?

Por luis Macedo*

O futuro financeiro nunca foi tão incerto. A aposentadoria "oficial", pelo INSS, fica cada vez mais distante para muitas pessoas, especialmente porque o mundo do trabalho mudou. Uma alternativa para uma parcela significativa da população que não tem carteira assinada são os fundos de previdência. O problema, no entanto, é a infinidade de fundos que existem.

Destaques
Destaques

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Teletrabalho: sem regulamentação, sem direitos, sem deveres, sem regras

Depois da nota técnica do MPT alertando para o direito à desconexão, Congresso tenta acelerar a votação dos PLs que tratam do tema, entre eles o PL 3915/20. O tema é complexo. IN 65, do governo federal, repassa os custos com tecnologia para os servidores no home office.

Ministério Público: Teletrabalho exige direito à desconexão

Ministério Público do Trabalho elaborou uma nota técnica direcionada para as “empresas, sindicatos e órgãos da administração pública”.  Na orientação, sugere a adoção de etiqueta digital para orientação de patrões e empregados.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site