Convergência Digital - Home

Cloud Native: o que muda com a chegada do 5G

Convergência Digital
Convergência Digital - 05/12/2019

O 5G vai mudar a forma de desenvolver aplicativos e o uso da computação em nuvem, aponta o relatório 5G e a nuvem, produzido pela 5G Américas, associação setorial dos principais provedores de serviços e fabricantes do setor de telecomunicações. No material, a entidade aponta as vantagens e os desafios de ser Cloud Native, um conceito de design para o desenvolvimento e execução de aplicativos hospedados em nuvens públicas e privadas.

De acordo com a 5G Americas, os conceitos Cloud-Native apresentam vantagens importantes que podem acelerar o desenvolvimento e aprimoramento dos recursos e capacidades de redes sem fio. Essas vantagens incluem várias técnicas modernas que já são usadas na computação em nuvem, como o uso dos containers, os microserviços, a entrega contínuas e DevOps, ou desenvolvimento e operação de aplicativos.

"Os desenvolvedores estão usando a integração automatizada e contínua para testar novos códigos e conceitos e colocá-los em prática. Com o conceito Cloud Native, as companhias e o setor de telecomunicações poderão acelerar a implementação de novas ideias e fortalecer sua capacidade de inovar", enfatizou o presidente da 5G Americas, Chris Pearson.

Além de analisar o caminho para chegar a um core 5G Cloud Native, o relatório também identifica o rico ecossistema de apoio que viabilizou o conceito Cloud Native e a construção e execução de aplicativos que conseguem aproveitar de todas as vantagens do modelo de computação em nuvem. Esse modelo inclui arquiteturas para serviços, infraestrutura como código, automação, caminhos para integração/entrega contínua, ferramentas de monitoramento e muito mais.

O relatório 5G e a Nuvem também identifica as necessidades da tecnologia 5G e como elas podem ser atendidas pelo modelo Cloud-Native, apresentando estratégias de migração, boas práticas e caminhos para sua implementação.  Veja a íntegra do estudo: https://www.5gamericas.org/wp-content/uploads/2019/12/5G-Americas_5G-and-the-Cloud..pdf


Destaques
Destaques

Governo negocia para transformar Foz do Iguaçu em zona franca para datacenters

O secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Elisio de Menezes, conta que negocia a incorporação dos datacenters em uma classe especial para consumo de energia, ativo que mais encarece as operações no Brasil.

Disseminação de serviços em nuvem puxa investimentos globais em TI

Segundo projeções da consultoria Gartner, gastos devem bater em R$ 15 trilhões neste ano e crescer 3,7% em 2020, puxados por cloud computing. 



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Você já pensou no impacto que os seus dados geram no planeta?

Por Gustavo Loiola*

Hoje, são milhares de data centers espalhados pelo Planeta. É engraçado pensar nisso quando hoje falamos da tal da “nuvem" que armazena os nossos dados. Tiramos uma foto? Vai para a nuvem. Postamos no Instagram? Vai para a nuvem. Netflix, Spotify, Deezer? O streaming também está na nuvem.

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site