Clicky

Anatel: rede neutra única é um risco à competição

Ana Paula Lobo ... 30/10/2020 ... Convergência Digital

Ao participar do Futurecom Digital Week, nesta sexta-feira, 30/10, o superintentente de competição da Anatel, Abraão Balbino, sustentou que não há nenhum impedimento regulatório que impeça a atuação das redes neutras no Brasil, mas observou que agentes de mercado falam em redes neutras mantendo operação no varejo, referindo-se às operadoras de telecomunicações.

"Redes neutras só serão neutras de fato se houver uma separação efetiva do varejo e do atacado. Construir uma empresa e manter no grupo econômico de uma operadora do varejo não é exatamente uma rede neutra", observou o executivo da Anatel.

Do ponto de vista regulatório, insistiu, não há nada que impeça as redes neutras fixas ou móvel. Balbino foi além: A Anatel não vai criar solução para um problema que ainda não existe. "Uma operadora de rede neutra só terá de cumprir obrigações se tiver mais de 5% de participação de mercado", acrescentou.

O superintendente da Anatel reforçou que uma rede única, um único operador, uma única infraestrutura não estimula a competição. "Não se ache que a competição vá acontecer apenas no serviço. É claro que compartilhar é muito relevante, mas uma rede única não estimula a rivalidade que precisa existir".

O presidente-executivo da TelComp, João Moura, não citou nominalmente a Oi, mas observou que as operadoras tradicionais vislumbram atuar nos dois mercados, com a operadora de varejo como a âncora poderosa do negócio. "A rede neutra tem de ser neutra no seu DNA. Não pode ser neutra por conveniência de negócio", sustentou o executivo.

Para Abel Camargo, da American Tower, um agente de infraestrutura neutra não pode discriminar, tem de ser isonômico e estar aberta a atender qualquer prestadora e, fundamentalmente, 'jamais competir com o próprio cliente usando a sua infraestrutura'.

O executivo lembrou que o avanço da tecnologia impulsionou o conceito de compartilhamento. "´Há cinco anos não seria possível compartilhar uma rede de fibra ótica como acontece hoje. No modelo FTTH nós compartilhamosuma rede virtualizada, nós compartilhamos a luz entre várias operadoras. Na prática é a mesma fibra para diversas operadoras isso permite modelos de negócios mais eficientes", pontuou.

Para Tadeu Vianna, da Corning, Tadeu Vianna, o 5G será um grande incentivador das redes neutras e do compartilhamento no Brasil. Ele lembrou que ainda há um déficit real de infraestrutura no país, principalmente fora dos grandes centros. "Um estudo do Fórum Mundial mostra que o Brasil precisaria de R$ 60 bilhões para levar conexão para todos os brasileiros. Isso significa que temos muito por fazer", completou.


Internet Móvel 3G 4G
Itaú Unibanco e Vivo Empresas testam agência bancária com 5G

Tecnologia foi implantada em uma agência localizada no Brooklin, bairro da zona sul da capital paulista, por meio de uma licença experimental da Anatel, na frequência de 3,5GHz.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Justiça condena Claro e Mercado Pago a indenizar dono de celular sequestrado

Jusitça usou o Código de Defesa do Consumidor como base para estabelecer a punição aos prestadores de serviços. Consumidores tiveram telefone registrado em outro chip e dinheiro sacado de plataforma de intermediação de pagamentos.

Pernambucanas investe em chip próprio de telefonia móvel

Varejista investe em telefonia MVNO em parceria com a Surf Telecom. Modelo de negócio não exige fidelidade e não cobra multas e não há plano fixo.

Anatel busca consultoria para implementar acesso dinâmico a espectro

Contratação será feita pela União Internacional de Telecomunicações e envolve análise do arcabouço normativo e proposta de novas possibilidades de regulação.

Banco24Horas entra no mercado de recarga de celular e TV pré-pagos

As funcionalidades já estão disponíveis em mais de 23 mil caixas eletrônicos espalhados pelo país. Banco24Horas entra em um mercado com 71% dos consumidores são das classes C, D e E e um mercado avaliado em R$ 20 bilhões ao ano.




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G