Clicky

Home - Convergência Digital

Open RAN: Microsoft descarta intenção de competir com as teles

Convergência Digital - 07/05/2021

A Microsoft disse à FCC, a agência reguladora dos Estados Unidos, que não tem interesse em competir com as teles móveis no Open RAN. A companhia, ao responder uma consulta pública do órgão regulador, confirmou querer ser uma das fornecedoras do ecossistema do Open RAN, a partir de uma arquitetura de rede baseada em computação em nuvem. Aliás, não apenas a Microsoft, mas uma série de outras gigantes de TI como Intel, Arm, IBM, Google e HPE.

A posição apresentada pela Microsoft é relevante, uma vez que rumores aumentavam a partir da intenção de compra  das empresas  Affirmed Networks, Metaswitch e CyberX. "A Microsoft está comprometida a trabalhar com as operadoras e não para tirar as operadoras do negócio", sublinhou a companhia na sua resposta à consulta pública.

Hoje a Microsoft não tem uma estratégia efetiva para RAN aberto, mas tem o Azure, sua plataforma de nuvem pública e quer que as teles transfiram seus dados e suas infraestruturas para a cloud. Para a companhia, a RAN aberta é crítica para a nuvem da operadora e a nuvem é chave para a RAN aberta. "Para atingir seu potencial, a RAN aberta precisa combinar seus recursos com a nuvem. Isso vai acontecer em etapas", pontuou.

Ainda para a gigante de TI, as teles têm três etapas distintas para migrarem para a nuvem. O primeiro estágio envolve software virtualizado no núcleo da rede, juntamente com parcerias de nuvem pública no perímetro ou nas instalações do cliente. O segundo estágio é a transferência de funções de rede selecionadas para a nuvem. E o terceiro estágio começa quando as operadoras começam a adotar “tecnologias de acesso sofisticadas como RAN aberto para lidar com tráfego em tempo real.

Em termos de recomendações específicas para a FCC, a Microsoft pediu à agência para encorajar a indústria a apresentar o equivalente à certificação OnGo. “Um programa de certificação da indústria para RAN aberto pode ser um marco significativo, onde todos os fornecedores de componentes são certificados”, completou a Microsoft.

*Fonte: Mobile World Live

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/06/2021
Open RAN Brasil: certificação deve ser global e não pela Anatel

18/06/2021
TIM Brasil: 5G Standalone prepara o caminho para o Open RAN 5G

18/06/2021
Open RAN é oportunidade para Brasil em software e equipamentos de rádio

18/06/2021
Sem móvel, Oi quer ser provedor de Open RAN na infraestrutura

18/06/2021
Red Hat: para ser cloud nativa, uma tele precisa mais do que transformação digital, precisa de nova cultura

18/06/2021
Teles pressionam para 'quebrar' standard e provocam colapso em TI e Telecom

17/06/2021
Anatel quer usar Funttel, mas não prevê regras sobre Open RAN

17/06/2021
Criado para 5G, Open RAN começa no Brasil com 4G da Algar

07/06/2021
Empresas criam Open RAN do Brasil e pedem marco regulatório

01/06/2021
Dell pressiona FCC para lobby por Open RAN feito nos Estados Unidos

Destaques
Destaques

Open RAN é para 5G senão vai ter muita confusão entre fornecedores

Há uma determinação que Open RAN é release 16, então o Open RAN não será para o 4G, sustenta o head de tecnologia da Nokia para América Latina, Wilson Cardoso. "Um bite errado, simplesmente não vai funcionar", adverte.

TIM Brasil: 5G Standalone prepara o caminho para o Open RAN 5G

O CTIO da TIM Brasil,Leonardo Capdeville, informou que a operadora terá um Open RAN para teste com o Inatel em julho. Mas adverte: é preciso minimizar a ansiedade.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Serviços de Valor Agregado são a aposta das teles para lucrar com 5G

Por Luiz Pereira*

Em tempos nos quais o serviço de conexão já virou commodity, companhias do setor precisam diversificar ofertas para aproveitarem nova tecnologia.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site