INCLUSÃO DIGITAL

Rede varejista da Amazônia instala Wi-Fi, dá acesso gratuito e aumenta vendas

Por Roberta Prescott* ... 07/05/2019 ... Convergência Digital

A Bemol, uma rede de lojas varejistas da região da Amazônia Ocidental com pouco mais de 20 lojas físicas e três centros de distribuição localizados em Manaus, Porto Velho, Boa Vista e Rio Branco e cerca de 2.100 colaboradores, entendeu que a principal barreira para as vendas pelo comércio eletrônico nas cidades do interior do Estado do Amazonas era a falta de conexão à internet.

Diante disso, decidiu expandir o projeto de conexão à internet aos clientes e instalou uma rede Wi-Fi na cidade de Autazes. Após apenas um mês, a rede viu o número de pedidos subir de três para 120. Agora a empresa planeja expandir o projeto para outras regiões, conforme contou em entrevista à Abranet Jesaias Arruda, responsável pelo departamento de tecnologia da informação da Bemol.

O projeto de Wi-Fi começou para atender a demandas internas, dentro das lojas, como, por exemplo, na área de logística e, depois, foram instalados coletores Wi-Fi para fazer o inventário das mercadorias. Com a infraestrutura funcionando, foi levantada, internamente, a questão de por que não deixar o acesso à internet sem fio disponível para os clientes? Assim, a Bemol começou uma ação que ganhou ramificações ao longo dos anos e hoje é um importante vetor de negócios da companhia.

A Bemol implantou em suas lojas pontos de acesso Wi-Fi para os clientes. Não há cobrança para navegar na internet, mas o tempo online é estabelecido segundo alguns critérios, como a categoria do cartão Bemol — são cinco categorias e o período de acesso vai de uma a seis horas, conforme o nível, e inadimplentes têm cinco minutos de internet. Atualmente, a Bemol contabiliza 1,6 milhão de clientes nos Estados Amazonas, Rondônia, Acre e Roraima. 

A Bemol, por meio de parceiros, instalou 99 hotspots e passou 10 quilômetros de rede fibra ótica. Depois, a varejista expandiu o projeto para o centro da cidade de Manaus, colocando 28 km de rede de fibra ótica e 350 hotspots.  O projeto trouxe resultado financeiro, de vendas e de brand para a loja. Tanto é assim que a Bemol estuda fazer a mesma implantação em mais 30 cidades até dezembro deste ano.


Carreira
Empresas oferecem 63 bolsas de estudo em Tecnologia

Parceria entra a Cabify e a Ironhack prevê a concessão de três bolsas integrais e 60 bolsas parciais nos três cursos disponíveis atualmente na Ironhack São Paulo: Desenvolvimento Web, UX/UI Design e Data Analytics.

Google Station é plataforma de monetização para Programa WiFi Livre SP

Empresa firmou parceria com América Net e Linktel, com patrocínio do Itaú, e já conta com 80 hotspots distribuídos na capital de São Paulo.

Pressão do TCU dobra ganhos da Telebras no contrato com Viasat

Em renegociação forçada pela Tribunal de Contas, o resultado inicialmente estimado em R$ 203 milhões foi turbinado em mais R$ 222 milhões com o acordo de uso da capacidade do satélite nacional para venda de acesso a internet.

TV Digital: Com parecer pró-TVs, Anatel acena com recursos para banda larga

Disputa pelos R4 3,6 bilhões acontecia entre TVs e Teles. Com saldo, haverá dinheiro para os demais projetos, afirma o presidente do Gired, conselheiro Moisés Moreira.

Infovias compartilhadas são estratégicas para ampliar a banda larga

Governo costura uma agenda de ações para massificar o acesso à conectividade no Brasil, entre elas está a revisão do fomento para as cidades inteligentes, revela o secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Menezes. Política governamental será debatida no Brasscom TecFórum, que acontece nos dias 24 e 25 de abril, em Brasília.

Embratel instala 15 mil novos hotspots gratuitos de Wi-Fi em Pernambuco

Operadora explica que serão 12500 pontos Wi-Fi instalados em órgãos do governo do Estado e aproximadmente 3000 direcionados para praças e locais públicos. Iniciativa faz parte do programa Pernambuco Conectado, que tem investimentos previstos de R$ 180 milhões.

Para Cade, não houve abuso das teles em questionar contrato da Telebras

Estatal acusou Sindisat, Sinditelebrasil e a amazonense Via Direta de ligitância de má-fé nas disputas judiciais pelo uso do satélite nacional. Para órgão antitruste, aões não eram infundadas.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G