Clicky

Convergência Digital - Home

Natura: sistemas na nuvem foram aliados para enfrentar a Covid-19

Convergência Digital
Da Agência SAP NOW* - 17/09/2020

Proteger as pessoas e o negócio. Essas missões direcionaram a Natura quando a crise da Covid-19 começou. A multinacional do setor de beleza tomou, a partir da deflagração da pandemia e da necessidade de distanciamento físico, diversas medidas no sentido de manter a companhia saudável financeiramente, assim como todo o ecossistema que orbita ao redor dela, de funcionários e consultoras à cadeia de suprimentos, conforme contou José Filippo, CFO da Natura, que participou do painel Novos e revolucionários caminhos econômicos, no SAP NOW, mediado por Paulo Mendes, CFO da SAP Brasil, e que também contou com Luka Mucic, CFO global e membro do board da SAP.

Da perspectiva financeira, a Natura reduziu despesas e tomou medidas com foco no aumento da liquidez e do caixa. “Também olhamos para nossos fornecedores para entender quem precisaria de suporte”, disse o CFO. Disciplina financeira, gestão da liquidez e entendimento da resiliência dos negócios também estão sendo essenciais para atravessar os meses de pandemia. 

Os funcionários foram para casa, e escritórios em diversas localidades ainda permanecem com a força de trabalho remota. Eles têm autonomia para decidir. “Muitos de nós tínhamos a capacidade de trabalhar remotamente, mas não tínhamos esta obrigação. E todos viram que poderiam fazer as coisas de modo diferente”, pontuou.

Durante o período, a tecnologia foi grande aliada, seja para gestão interna da companhia, seja para endereçar as estratégias de multicanalidade. “Temos de ter certeza de que temos a informação acurada; tempo e acuracidade são muito importantes para tomada de decisão e para o melhor planejamento. E a tecnologia nos ajuda nisso”, ressaltou o CFO da Natura.

Para ele, os sistemas baseados na nuvem tem sido fortes aliados, uma vez que provêm melhor capacidade de se trabalhar remotamente e acessar informação de qualquer lugar e a qualquer hora.

Novas frentes e oportunidades

Na crise, a Natura viu seu e-commerce prosperar e, mesmo com a abertura das lojas, mais recentemente, a empresa percebeu que o digital seguiu tendo um papel muito importante no faturamento. “Pudemos substituir faturamento que vinha das lojas com o online. E, depois que as lojas abriram, elas não retornaram as receitas ao nível anterior da crise”, assinalou Filippo.

Olhando para o futuro, José Filippo disse acreditar que as oportunidades que advêm da crise estão na linha de estreitar os canais de vendas, em uma combinação entre canais no meio físico e digital. “O que tivemos de fazer na crise serão legados para o futuro; como conectamos áreas remotamente, como melhoramos o home office, como melhoramos a troca de informação, operar em omnichannel. E ficamos mais resilientes”, assinalou.

Falando sobre sustentabilidade, o CFO ressaltou que ela está no foco da companhia e reforçou que, sob essa visão, é fundamental endereçar a crise climática, proteger a Amazônia, defender os direitos humanos e abraçar a economia circular.


Ministério da Justiça escolheu nuvem da Oracle para atender ao consumidor

"A nuvem nos abre um novo catálogo de possibilidades para serviços", afirma o coordenador geral de infraestrutura e serviços do Ministério da Justiça, Leonardo Greco. Serviço consumidor.gov.br migrou para a Oracle no final de maio.

Icatu Seguros: mudar atendimento ao cliente para a nuvem foi decisão irreversível

Seguradora contratou a CXone, da NICE, para migrar, em tempo recorde, os seus funcionários para o trabalho remoto. "Tínhamos de não perder a qualidade e a eficiência e adaptar o serviço ao dia a dia das casas dos colaboradores", conta o diretor de Marketing e canais, Rafael Caetano.

Diversidade e Ciência de Dados: um desafio ao Brasil

Mais mulheres precisam ocupar carreiras em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática pelo bem do País, incentiva a embaixadora da Women in Data Science da USP (WiDS @USP), Renata Sousa.

Destaques
Destaques

Nuvem exige plano A, plano B e erra quem não faz recuperação de desastre

A nuvem não é proteção por si só e exige muito planejamento das empresas, afirmam especialistas de segurança da informação. Para o CISO da RNP, Emilio Nakamura, contingência e resiliência são obrigações. "Ser rápido num incidente é o relevante porque não existem sistemas 100% seguros".

Com nuvem à frente, nova força da TI na pandemia começa a refletir nos orçamentos

Segundo a IDC Brasil, se 2020 já viu um aumento de até 25% no dinheiro disponível para TICs nas empresas, 2021 sinaliza um crescimento ainda maior.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como controlar os gastos em nuvem pública?

Por Srinivasa Raghavan*

Se as empresas obtiverem melhor visibilidade do custo de cada serviço em nuvem que utilizam, poderão encontrar o equilíbrio certo entre eles, reduzir as despesas operacionais e obter o melhor valor possível da nuvem.

O caminho da cibersegurança passa pela nuvem

Por Felipe Canale*

Com organizações cada vez mais distribuídas, manter dispositivos em todos os locais ou usar produtos diferentes para trabalhadores remotos cria inúmeras brechas de segurança, além de custar muito e sobrecarregar os recursos de TI.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site