Home - Convergência Digital

Covid-19: Brasil sabe fazer software para 'jogar o jogo' global do digital

Ana Paula Lobo e Luís Osvaldo Grossmann - 08/06/2020

Não faltam projeções sobre o tamanho da demanda brasileira para profissionais de tecnologia. Como apontou o professor, cientista e empreendedor ,Sílvio Meira, ao participar do CD Em Pauta, só no Porto Digital há, neste momento, 80 vagas para engenheiro de software de crise política, econômica e sanitária. Segundo ele, quando o ambiente favorece que a carreira em software entre no imaginário, a resposta acontece. 

“À medida que mais empresas brasileiras olham para o mundo, vai demandar mais competências e mais gente competente. E isso leva a uma exigência ao setor educacional de formar mais gente. Nos últimos 20 anos no Recife, a carreira do profissional digital se tornou tão imersa na sociedade, por tudo que aconteceu no Porto Digital, que hoje é indistinguível do ponto de vista de nota mediana para ingresso de entrada na universidade dos alunos de informática e dos alunos dos principais curso. Entrar em informática é tão competitivo quanto os melhores cursos. Então aqui já existe um imaginário, a ideia de que há uma possibilidade gigantesca de carreira em informática”, contou.

"Tem escolas técnicas que preparam escrever código no ensino médio. Mas essa é uma construção de décadas. Precisa de estratégia, tempo e paciência. Poderia ser acelerado criando mais incentivos, políticas públicas, criando o desafio de empresas brasileiras globalmente competitivas de software, de digital, de sistemas de informação, de games, de animação, de visualização, de analytics, de big data, de nuvem. O universo para a gente competir é imenso. Ninguém da conta desse universo inteiro, uma única empresa digital. E é ótimo que seja assim. Significa que cada um de nós, no seu lugar e a partir dele, pode ser globalmente competitivo.”

Replicável, a boa experiência combina conhecimento e empreendedorismo. “Precisa de capacidade empreendedora, que a gente pode construir; inglês, que a gente pode aprender; codificação, que a gente aprende também. E para os estudos de design, e diria a mesma coisa pros de software, obviamente design. A gente precisa criar o imaginário. As pessoas descobrirem que tem carreiras de longo prazo, de décadas”, disse. “O mundo está escrito em software. Daqui para frente vamos ter cada vez mais bits junto de átomos. Tudo é software, ad infinitum.” Assistam a participação de Silvio Meira sobre capacitação e software.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/11/2020
Média salarial de profissional de TI no Brasil ficou em R$ 4.849,00

23/11/2020
Economia convoca órgãos para fechar compra unificada de sistemas operacionais

17/11/2020
Stone eleva proposta para ficar com Linx e derrotar a rival TOTVS

16/11/2020
Escola do Trabalhador 4.0 sai do papel em março de 2021

13/11/2020
Escola de TI e Inovação oferece imersão gratuita em cloud e cibersegurança

11/11/2020
Com sete votos contra ICMS no software, STF adia novamente conclusão de julgamento

11/11/2020
Grupo Boticário oferece 130 vagas para formação gratuita em desenvolvimento

10/11/2020
Entidades se unem para capacitar estudantes na área de TICs

06/11/2020
IGTI abre inscrições para cursos de tecnologia com preço subsidiado

05/11/2020
everis cria academia nacional de talentos com 15 mil vagas gratuitas

Diversidade e Ciência de Dados: um desafio ao Brasil

Mais mulheres precisam ocupar carreiras em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática pelo bem do País, incentiva a embaixadora da Women in Data Science da USP (WiDS @USP), Renata Sousa.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A confiança é ganha com mil atos e perdida com apenas um

Por Luis Banhara*

À medida que o conceito de trabalho se descola dos escritórios, mesmo que parcialmente, surgem novos desafios de segurança. A superfície de ataque foi ampliada.

Destaques
Destaques

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Teletrabalho: sem regulamentação, sem direitos, sem deveres, sem regras

Depois da nota técnica do MPT alertando para o direito à desconexão, Congresso tenta acelerar a votação dos PLs que tratam do tema, entre eles o PL 3915/20. O tema é complexo. IN 65, do governo federal, repassa os custos com tecnologia para os servidores no home office.

Ministério Público: Teletrabalho exige direito à desconexão

Ministério Público do Trabalho elaborou uma nota técnica direcionada para as “empresas, sindicatos e órgãos da administração pública”.  Na orientação, sugere a adoção de etiqueta digital para orientação de patrões e empregados.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site