NEGÓCIOS

Fujifilm pede mais de US$1 bi à Xerox por quebra de contrato de fusão

Da redação ... 19/06/2018 ... Convergência Digital

A Fujifilm entrou com um processo contra a Xerox, estimado em mais de US$ 1 bilhão, culpando a empresa de impressoras e copiadoras de sucumbir à pressão dos investidores Carl Icahn e Darwin Deason para o cancelamento da proposta de fusão.

Em uma queixa apresentada ao Tribunal Distrital dos EUA em Manhattan, a Fujifilm acusou a Xerox de quebra de contrato e envolvimento em "conduta intencional e notória" ao abandonar a fusão de US$ 6,1 bilhões anunciada em janeiro.

A fusão foi cancelada em 13 de maio, quando a Xerox, em um acordo com Icahn e Deason, concordou em instalar vários novos diretores e substituir Jeff Jacobson como presidente-executivo pelo antigo diretor de tecnologia John Visentin.

"A Xerox esteve recentemente sujeita aos caprichos dos investidores ativistas Carl Icahn e Darwin Deason, que, apesar de serem minoritários em ações da Xerox, puxaram a diretoria da Xerox em mais direções do que podem ser contadas", disse a Fujifilm.

Procurados pela Agência Reuters, os porta-vozes da Xerox não responderam de imediato aos pedidos de comentários. Icahn e Deason também não responderam imediatamente a pedidos semelhantes. Uma fusão teria combinado a Xerox com a joint venture de 56 anos Fujifilm Xerox, na qual a Fujifilm e a Xerox detinham as respectivas participações de 75% e 25%.

A Fujifilm teria, a partir de então, propriedade de 50,1% das ações ordinárias da Xerox, e os acionistas da Xerox teriam recebido um dividendo especial de US$ 2,5 bilhões. A Fujifilm esperava que a fusão gerasse pelo menos US$ 1,7 bilhão em economia de custos e US$ 1 bilhão em novas receitas anuais. O processo também busca taxa de rescisão de US$ 183 milhões.

Fonte: Agência Reuters


Cloud Computing
Quase metade dos bancos de dados em nuvem não usa criptografia

Relatório de Ameaças na Nuvem da Unit 42, equipe de inteligência de ameaças da Palo Alto Networks, descobriu 199.000 templates de nuvem inseguros e que 60% dos sistemas de armazenamento em nuvem estão com o log desativado.

Fabricantes de PCs e celulares relatam falta de componentes para produzir no Brasil

Fabricantes informam que já há falta de insumos chineses por conta das ações para combater a epidemia Coronavírus. A China é a principal origem das importações de componentes do Brasil, totalizando US$ 7,5 bilhões em 2019.

Alta do dólar fez venda de impressoras cair no Brasil

No terceiro semestre de 2019, as vendas caíram 3,3% no País, afirma a IDC. A digitalização dos negócios gerou impacto nas vendas na América Latina.

Brasil fala muito, mas faz muito pouco para chegar à indústria 4.0

Levantamento da FIESP mostra que o número de empresas investindo na migração tecnológica caiu de 30%, em 2017, para 23%, em 2019. Os gargalos são a falta de recursos próprios, a não capacitação de funcionários e a falta de conhecimento em relação ao custo/benefício de investir na indústria 4.0.

Vendas de computadores crescem pela primeira vez desde 2011

Em 2019, alta foi de 0,6%, com 261 milhões de unidades. Lenovo, HP e Dell lideram e detém, juntas, 65% do mercado mundial. Apple recuou 0,9%. 


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G