INOVAÇÃO

Governo de Brasília retoma Parque Tecnológico com laboratório de 5G e incubadora

Luís Osvaldo Grossmann ... 26/06/2019 ... Convergência Digital

O governo do Distrito Federal anunciou nesta quarta, 26/6, uma nova retomada do Parque Tecnológico de Brasília, projeto que sofre para sair da prancheta a duas décadas. O pontapé nessa nova encarnação é um acordo de cooperação com a Huawei, que vai instalar no parque um ambiente permanente de testes para 5G. 

“Fico alegre em tirar do papel o projeto da cidade digital e do Biotic. Estamos realmente implementando esse Parque, que também inclui a criação da Universidade Distrital, totalmente voltada a tecnologia e ciências, e incentivo às startups, pois delas virão os empregos do século 21”, celebrou o governador da capital, Ibaneis Rocha. 

Segundo a Huawei, em cerca de 10 dias um dos três andares disponíveis no edifício da Biotic S/A – a empresa criada para ser a gestora do Parque Tecnológico da capital – vai receber equipamentos para demonstrar o uso de conexões de quinta geração. 

“Nossa ideia é que vá além dos testes de frequência, para fazer WTTX, fazer a cobertura de todo um andar em WiFi 6, algo de CPE indoor. Como a frequência do 5G vai ser solicitada para fins de teste, mas ainda não temos dispositivos móveis 5G no Brasil, a ideia é que essa experiência do 5G seja feita por meio do WiFi 6”, explica o diretor de relações governamentais da Huawei, Atilio Rulli. 

Com objetivos ambiciosos para a nova versão do parque tecnológico, o próprio governador já deu pistas de que a parceria pode evoluir para o monitoramento por vídeo câmeras e uso de ferramentas de reconhecimento facial. Assim como o 5G poderá ser experimentado no Parque, tudo indica que logo em seguida o mesmo se dará com ferramentas de monitoramento de veículos e biometria. 

“Já estamos trabalhando em uma PPP de iluminação pública que vai permitir a instalação de câmeras e de internet em diversos locais. E estamos trabalhando em vários projetos para que na metade do governo a gente consiga chegar nessa cidade digital. O 5G antecipa muito esse projeto”, afirmou Ibaneis Rocha. Para o governador, não cabe ao Brasil importar as rusgas contra a fabricante chinesa. "Não podemos entrar na guerra entre EUA e China, que é muito mais comercial do que tecnológica", afirmou. 

Junto ao anúncio do acordo com a Huawei, foi também anunciado um programa de aceleração de empresas tecnológicas iniciantes pelo BRB, o Banco de Brasília. “Criamos um programa de inovação que vai selecionar empresas, especialmente em setores de Fintechs, de Insurtechs que são as empresas de seguro, e um braço para projetos de governo digital”, diz o presidente do banco, Paulo Henrique Costa. “Devemos ter pelo menos R$ 15 milhões nesse primeiro ciclo de aceleração”, completou. 


Cloud Computing
Nuvem será a base de 85% dos aplicativos de negócios até 2025

Cloud computing vai estar presente em todos os lugares e empresas nos próximos sete anos. Assim como a Inteligência Artificial em nuvem reduzirá o custo e a barreira de entrada e abrirá uma mina de ouro para o potencial de inovação e experimentação científica.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Transformação digital é um dos temas da 4ª edição da O&G TechWeek

Evento, no Rio de Janeiro, vai  debater o impacto das tecnologias digitais no futuro dos segmentos de Upstream, Downstream, Gás e Energia e os possíveis desdobramentos em outros setores da economia.

Desafio em segurança e defesa premia startups com R$ 100 mil

Fintechs e Blockchain também são temas para a disputa, batizada de Conexão Defesa, e que acontece de 03 a 05 de setembor, em Florianópolis. Inscrições vão até o dia 20 de agosto.

Brasil cai duas posições em ranking global de inovação

Entre 129 países, o Brasil é o 66º mais inovador segundo o Índice Global de Inovação da Organização Mundial da Propriedade Intelectual. Na América Latina, País fica atrás do Chile, México e Costa Rica.

G7 manda recado ao Facebook: a criptomoeda Libra não será liberada tão fácil

As autoridades regulatórias globais não permitirão que o Facebook lance sua criptomoeda libra até que todas as suas preocupações, desde a lavagem de dinheiro até a estabilidade financeira, sejam resolvidas,revelou Benoît Coeuré, membro do conselho do Banco Central Europeu.

DBServer: competitividade exige uma nova maneira de fazer software

Ao completar 25 anos, a companhia gaúcha investe em novas tecnologias, entre elas, Blockchain, com o lançamento, em setembro, de um projeto dedicado à área de saúde, conta Verner Heidrich.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G