Clicky

Anatel: Teles precisam ser claras do que querem para Internet das Coisas

Agência Telebrasil ... 09/09/2020 ... Convergência Digital

Espectro é um bem escasso e precisa ser direcionado para aplicações, que de fato podem trazer recursos novos ao País, como é o caso da Internet das Coisas, afirmou o superintendente de Recursos à Prestação da agência, Vinicius Caram. O executivo, ao participar do Workshop Futuras Demandas de Espectro, realizado nesta terça-feira, 08/09, no Painel Telebrasil 2020, fez uma ‘provocação’ aos prestadores de serviço de telecom. “Nós temos uma gama de espectro para SLP (Serviço Limitado Privado) que podem ser utilizadas para IoT. Mas o que o mercado quer? Quais verticais virão? É preciso que haja clareza sobre isso”, declarou.

Para o SLP já estão destinadas as faixas de 250 MHz, podendo utilizar duas portadoras de 5 + 5 MHz; de 2,3 GHz, com 10 MHz para uso preferencial do SLP; faixa de 2,485 a 2,495 MHz; e faixa de 26 GHz com 400 MHz para uso preferencial do SLP. “Com o setor sendo mais claro, poderemos correr atrás de padronização e harmonização do espectro”, observou. Há outras faixas em avaliação para SLP, como blocos nas frequências  de 410 MHz, de 1,5 GHz, a de 3,5GHz, e de 4.8 GHz.

Caram também lembrou que está em fase final de avaliação a utilização dos chamados White Spaces. “Esse tema vem sendo discutido muito como TV White Spaces mas eu acho que esse conceito tem de mudar porque boa parte do espectro não vem sendo utilizado e poderia ser viabilizado para várias aplicações”, argumentou.

O superintendente da Anatel considera que a necessidade de uma base robusta de geolocalização para gerenciar esse espectro será um grande desafio para a agência e, informou ainda, que novas faixas estão em análise para uso do Serviço móvel (IMT ), já harmonizadas na última Conferência Mundial (WRC-19), como:  de 1,5 GHz, de 3400 a 3600 GHz e de 4800 a 4990 GHz.

Fonte: Agência Telebrasil


Internet Móvel 3G 4G
TIM entra na disputa pela gestão da iluminação pública com rede de IoT

Operadora fechou parceria com a M2M Telemetria para participar dos principais projetos voltados à nova gestão dessa infraestrutura pública. Tele conta com a cobertura da rede dedicada de NB-IoT, no 4G, presente em 3460 cidades do país.

Minicom cede Artur Coimbra para ser corregedor da ANPD

O secretário de radiodifusão, Max Martinhão, acumula interinamente a Secretaria de Telecomunicações. Segundo a pasta, ainda não há novo nome para substituir Artur Coimbra.

Anatel apreende 15 mil carregadores de celulares na 25 de Março, em São Paulo

Equipamentos não homologados foram avaliados em R$ 180 mil e foram recolhidos em um único distribuidor. Outros 11 mil carregadores foram apreendidos em três operações durante o mês de novembro.

TIM: dizer que 5G DSS não é o 5G é obrigatório para não queimar a tecnologia

Operadora informa que vai ter o 5G DSS em 12 capitais para testes em bairros, mas sustenta que a transparência é crucial. "O 5G DSS tem latência do 4G", afirma o CTIO, Leonardo Capdeville. Nas capitais, o 5G DSS será exclusivo para mobilidade. O acesso banda larga fixa - FWA - continuará em piloto.

Claro: Hábitos da quarentena transformaram as redes móveis

O diretor de Marketing da operadora, Márcio Carvalho, assegura que o 5G DSS está cumprindo bem o seu papel em grandes mercados, uma vez que a jornada até o 5G 'sonhado' deve levar algum tempo no Brasil.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G