Clicky

INOVAÇÃO

Robôs vão eliminar 85 milhões de empregos em 26 países, Brasil entre eles

Luís Osvaldo Grossmann ... 21/10/2020 ... Convergência Digital

A Covid-19 acelerou o processo de substituição de humanos por robôs, indica o relatório O Futuro dos Empregos 2020, divulgado nesta quarta, 21/10, pelo Fórum Econômico Mundial. Segundo o estudo, o crescimento da automação vai implicar na perda de mais de 85 milhões de empregos nos 26 países pesquisados, o Brasil entre eles, até 2025. 

A pesquisa aponta que mais de 80% dos executivos estão acelerando os planos para digitalizar processos de trabalho e implantar novas tecnologias; e 50% dos empregadores esperam acelerar a automação de algumas funções em suas empresas – percentuais que no caso do Brasil são ainda maiores, de 92% e 68%, respectivamente.

Cerca de 43% das empresas pesquisadas indicam que estão decididas a reduzir a força de trabalho devido à integração de tecnologia, 41% planejam expandir seu uso de contratados para trabalho especializado em tarefas e 34% planejam expandir sua força de trabalho devido à integração de tecnologia. 

Como resultado dessa dinâmica, em 2025 o tempo de trabalho realizado por máquinas será quase o mesmo do despendido por humanos – se em 2020 a proporção é de 33% máquinas, 67% gente, em 2025 será 47% e 53%, respectivamente. As máquinas serão focadas principalmente no processamento de informações e dados, tarefas administrativas e trabalhos manuais de rotina.

Por outro lado, 97 milhões de novas oportunidades emergirão na economia de cuidados, nas indústrias de tecnologia da quarta revolução industrial, como inteligência artificial, e nos campos de criação de conteúdo. “As tarefas em que os humanos devem reter sua vantagem comparativa incluem gerenciamento, aconselhamento, tomada de decisão, raciocínio, comunicação e interação. Haverá um aumento na demanda por trabalhadores que possam preencher vagas na economia verde, funções na vanguarda da economia de dados e inteligência artificial, bem como novas funções em engenharia, computação em nuvem e desenvolvimento de produtos”, diz o relatório.

Em demanda crescente estão funções como analistas e cientistas de dados, especialistas em IA e aprendizado de máquina, engenheiros de robótica, desenvolvedores de software e aplicativos, bem como especialistas em transformação digital, em automação de processos, em internet das coisas e analistas de segurança da informação. 

Por outro lado, escriturários, secretários administrativos e executivos, contadores e auditores, montadores e operários de fábrica, bem como gerentes de serviços comerciais e administrativos envolvem tarefas que tipicamente serão substituídas por máquinas. Segundo a FEM, praticamente 50% dos trabalhadores precisarão de requalificação ao longo dos próximos cinco anos.


Cloud Computing
Enel Brasil une Inteligência artificial, edge computing e drones para inspecionar redes e usinas

Tecnologia, desenvolvida pela startup Horus com recursos de programa de P&D da Aneel, está sendo usada para avaliar necessidade de manutenção em redes de transmissão e distribuição e em usinas de geração renovável. Drones estão em testes nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Ceára.

Ericsson processa Samsung por patentes em briga de até R$ 900 milhões

Impacto faz parte da projeção da fabricante sueca no lucro com royaltes que pode deixar de receber no trimestre.  Essa não é a primeira batalha entre as empresas. Em 2012, a Samsung pagou US$ 650 milhões à Ericsson.

Huawei: setor elétrico tem de priorizar cibersegurança para evitar apagões

Flávio Hott, gerente de produto para Energia da fabricante, disse ainda que smart grids em 4G, e depois no 5G, são investimentos efetivos para melhorar o desempenho operacional das redes.

Copel vai investir R$ 3,5 bi em redes inteligentes

Presidente da estatal, Daniel Slaviero, prevê também a chegada da compra direta de energia pelo consumidor até por celular, como ocorre na Europa. A partir de 02 de janeiro, começa a instalação dos medidores inteligentes em 450 mil unidades.

Dynatrace: Na saúde, o software tem de ser perfeito para garantir a jornada digital

A saúde digital aumenta a complexidade dos ambientes internos de TI, observou Marco Aurelio Silva, territory manager da Dynatrace, ao participar do 5X5 TecSummit.

Huawei: interoperabilidade é chave para a transformação digital

5G, Inteligência Artificial, nuvem, computação de alto desempenho e desenvolvimento de novos aplicativos são os motores da jornada digital no governo, afirmou o executivo da Huawei Brasil, Ricardo Carrion Mansano.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G