Clicky

Convergência Digital - Home

DRIC cria software bidimensional para armazenamento de dados

Convergência Digital
Convergência Digital - 07/05/2021

A DRIC, startup de inovação tecnolólgica e desenvolvedra de um software baseado em código bidimensional para transmissão, preservação, armazenamento e privacidade de dados, recebeu um aporte de US$ 3,5 milhões de um grupo internacional, composto por empresários e a FJLabs, tendo Alec Oxenford (cofundador do Arremate.com, da OLX e da Letgo) como um dos investidores principais, além de sócio e membro do conselho na DRIC, e Marco Scabia, sócio e Country Manager da DRIC nos Estados Unidos.

“Com este investimento, a DRIC amplia sua capacidade de P&D, reforça sua futura linha de negócios e potencializa sua atuação em diversos mercados em nível mundial, com especial ênfase, nos mercados do Brasil, Europa e EUA”, afirma Ricardo Fioravante, CEO e Fundador da DRIC.

De acordo com a Seagate, fabricante norte-americano de discos rígidos, a esfera de dados global será de 175 zettabytes até 2025, uma taxa de crescimento de mais de 350% comparada ao consumo de 2019. A tecnologia desenvolvida pela DRIC chega no mercado para avançar no armazenamento, na transmissão e acesso de dados a partir de um novo conceito de código bidimensional.

“O nosso propósito é tornar o armazenamento e a transmissão de dados extremamente mais acessíveis e mais rápidos. Criamos uma tecnologia única no mundo que melhora a performance e disponibilidade de arquivos em até 50 vezes, capacidade comprovada em testes com uma extensa gama de arquivos variados em tipos e tamanhos. Além disso, a solução da DRIC é rápida, com privacidade nativa (criptografada) e versátil, permitindo o acesso online completo. A nossa tecnologia também prevê no futuro o armazenamento e acesso sem precedentes de grandes quantidades de dados por meio de papel, vidro, filme ou qualquer outra superfície imprimível, como objeto de evolução de nossa P&D”, explica Rafael Freijanes, CTO da DRIC.

A tecnologia viabiliza múltiplas aplicações para entrega de conteúdo complexo em diversos segmentos, garantindo a criptografia de dados ponta a ponta e o acesso online e offline das informações. A startup destaca como promissoras as áreas de conversão e armazenamento de documentos em nuvem, pagamentos digitais, tráfego de dados, conteúdo de entretenimento, livros e conteúdo educacional a serem remodeladas através da tecnologia DRIC.

Com DNA brasileiro, a DRIC foi idealizada para entregar uma solução em tecnologia bidimensional proporcionando maior segurança e privacidade aos seus usuários.  Alejandro (Alec) Oxenford é sócio e membro do conselho na DRIC, reconhecido por ser um empreendedor serial da Internet, investidor anjo e entusiasta da arte contemporânea. Oxenford foi cofundador do “letgo” (2015), um dos três principais aplicativos para compra e venda nos Estados Unidos e número 1 na Turquia. Também foi cofundador e dirigiu a OLX.com (2006-2015).

Entre os investidores do fundo está a FJ Labs, reconhecida por investir em startups unicórnio, sendo essa uma grande aposta para DRIC. Fundada pelos empreendedores em série Fabrice Grinda (OLX, Aucland, Zingy) e Jose Marin (Deremate, IG Expansion), a FJ Labs apoiou mais de 600 empresas, incluindo Alibaba, Betterment, Delivery Hero, Fanduel, Flexport e Rappi e esteve diretamente envolvida em empresas de construção como AdoreMe, Properly, Letgo e Rebag.


Destaques
Destaques

Por que se tornar uma empresa data-driven?

Data-driven ou orientada a dados. É esse o novo lema das companhias que, cada vez mais, estão armazenando e analisando dados em busca de insights de negócios. Mas o que as empresas devem fazer para abraçarem os dados de forma a promover benefícios estruturais e longevos? A resposta não é simples.

TIM une big data,LPA e robôs para controle do pagamento de impostos

Operadora elegeu a inteligência artificial para processar grandes e complexos volumes de dados com o SAS e a KPMG. Investimento ficou em torno de US$ 500 mil, ou R$ 2,65 milhões, mas parte dele já foi recuperado em pouco mais de seis meses.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.

Cloud é bom, mas quem gerencia?

Edmilson Santana*

Se a nuvem soluciona problemas de um lado, de outro sua operação demanda a formação de um time capaz de traduzir demandas de negócio em continuidade operacional, e isso de forma ágil, produtiva e consistente.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site