Home - Convergência Digital
Veja mais
Veja mais

Harlen Duque, de Minas, assume SUCESU nacional

Da redação - 10/03/2020

O empresário mineiro, Harlen Duque, que é o atual presidente-executivo da Sucesu Minas, foi eleito por unanimidade para assumir o comando da SUCESU Nacional no biênio 2020/2021. O executivo definiu duas prioridades: unificar os processos da entidade e ampliar o leque de ofertas nacionais.

“A grande missão da Sucesu é promover o mercado de tecnologia por meio de eventos de conteúdo e relacionamento, conectando quem produz tecnologia e quem as consome. Nos últimos tempos, o leque de quem consome essas soluções aumentou, e hoje precisamos interagir com as mais variadas áreas, tais como Recursos Humanos, Direito e Marketing. Por isso, vamos atuar na padronização e unificação das ofertas em nível nacional, tendo como base o trabalho que desenvolvemos em Minas Gerais, para que os associados de todo o país tenham as mesmas experiências permeadas pela qualidade e pela inovação”, destaca.

Harlen Duque pretende abrir uma frente de trabalho para estabelecer proximidade da Sucesu Nacional com os órgãos governamentais que têm poder de decisão no que tange ao uso da tecnologia no dia a dia dos brasileiros. “Temos em discussão no momento a lei das startups e a LGPD, que vão mexer bastante com a economia e com o dia a dia dos brasileiros. Como defensora dos interesses dos usuários comuns e também de seus associados, é importante que a Sucesu participe de discussões relativas às leis que regulamentam o uso de tecnologias em nosso país”, declara.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Trabalho híbrido, cloud, segurança, 5G: como fica o mercado de TI no Brasil?

Por Mauricio Suga*

A pandemia da Covid-19 e as mudanças decorrentes dela foram grandes aceleradores da transformação digital, tanto no Brasil quanto a nível mundial. Mudamos a maneira como trabalhamos e entendemos o local de trabalho, como gerimos e nos relacionamos com equipes e, também, revisitamos as prioridades de investimentos organizacionais, sejam elas de curto ou longo prazo.

Destaques
Destaques

MP do Governo muda as regras para teletrabalho

A MP 1046/2021 diz que a infraestrutura necessária para a prestação do trabalho remoto tem de estar em contrato firmado previamente ou em até 30 dias depois da mudança do regime de trabalho.

Governo reedita redução de jornadas de trabalho e suspensão de contratos por conta da Covid-19

Programa passa a ter validade a partir desta quarta-feira, 28 de abril e terá validade de 120 dias.Trabalhador que for inserido no programa terá estabilidade de até seis meses.

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

TST diz que celular, notebook e veículo fornecidos não integram salário

Equipamentos fornecidos para a realização do trabalho não configuram o chamado salário in natura, ainda que também sejam utilizados para fins particulares.

Trabalhador que recusar vacina pode ser demitido por justa causa

Orientação é do Ministério Público do Trabalho.“Todos temos amigos e parentes que recebem diariamente fake news sobre vacinas. O primeiro papel do empregador é trabalhar com informação para os empregados”, diz o procurador-geral do MPT, Alberto Balazeiro.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site