INTERNET

Senacon investiga a plataforma Zoom por violações à privacidade

Convergência Digital* ... 08/04/2020 ... Convergência Digital

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), abriu investigação contra o aplicativo Zoom. A empresa foi notificada, pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor para esclarecer dúvidas sobre o compartilhamento de dados de usuários do aplicativo com o Facebook, especialmente no que se refere à versão para o sistema iOS.

O DPDC apresentou à empresa uma relação de 19 perguntas sobre a política de privacidade e a existência ou não de consentimento dos usuários em relação ao compartilhamento de dados. A investigação procura entender se a Zoom notifica o Facebook quando o usuário abre o aplicativo, assim como detalhes criados pelo dispositivo para direcionar anúncios para os usuários.  A notificação também questionou informações sobre a política de privacidade para poder concluir sobre a potencial violação de direitos dos consumidores com base na legislação brasileira.

Dentre os esclarecimentos a serem prestados pelo Zoom, sobre o compartilhamento de dados, estão: desde quando e por quais motivos realiza o compartilhamento; quem são as pessoas que têm seus dados compartilhados; em qual ou quais versões do aplicativo e em quais sistemas operacionais há o compartilhamento. Também foi questionado se o compartilhamento de dados do usuário ocorre independentemente de se ter conta no Facebook ou em outro aplicativo e a base legal para a realização da coleta do tratamento de dados ora noticiado.

A empresa tem o prazo de 10 dias para responder aos questionamento. Caso o Zoom não responda no prazo estipulado ou haja mais indícios de violação de direitos dos consumidores, o MJSP poderá instaurar processo administrativo, que eventualmente poderá resultar na imposição de multa.

* Com informações do Ministério da Justiça


Revista Abranet 31 . maio-julho 2020
Veja a Revista Abranet nº 31
A pandemia da Covid-19 fez a rotina mudar num piscar de olhos. E coube à internet mostrar a sua força. O aumento significativo do tráfego de dados por conta do teletrabalho e do isolamento social foi uma realidade assustadora. Veja a revista completa.
Clique aqui para ver outras edições

80% das vendas corporativas serão digitais até 2025

Nos próximos cinco anos, um aumento exponencial nas interações digitais entre compradores e fornecedores quebrará os modelos de vendas tradicionais. Quase 40% dos compradores preferem experiência sem vendedor.

Em parceria com CGI.br, USP cria cátedra de Internet

O acordo de 5 anos também prevê seminários, debates, publicações. CGI.br destinará R$ 2,5 milhões para bolsas de estudo e atividades. 

Oracle derrota Microsoft na disputa pela chinesa TikTok

Segundo informações do Wall Street Journal, operações do TikTok nos EUA, suspensas após China reagir com mudanças nas regras de controle, vão se transformar em "parceria tecnológica de confiança". 

PF prende homem que aplicou 1,3 mil entregas falsas pela internet

Dono de loja de informática no Paraná vendia em plataforma de comércio eletrônico e enviava caixas vazias ou com sucata há pelo menos seis meses. 

Justiça manda 'youtuber' divulgar direito de resposta para emissora de TV

Acionado pelo grupo Bandeirantes, canal bolsonarista queria publicar resposta na descrição do vídeo, mas TJSP determinou que "seja publicado em vídeo, com o mesmo destaque da matéria objeto da demanda".



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G