Clicky

INTERNET

Fake News: Sai versão em português de chatbot gratuito de verificação para o WhatsApp

Convergência Digital* ... 04/08/2020 ... Convergência Digital

A International Fact-checking Network (IFCN), aliança global que reúne, no Poynter Institute, mais de 90 organizações que se dedicam à verificação de fatos, lançou nesta terça-feira 4/8, a versão em português de seu chatbot para WhatsApp. O chatbot da IFCN foi desenvolvido para enfrentar o desafio da desinformação, especialmente durante a pandemia da COVID-19, e busca aproximar os cidadãos dos checadores de fatos independentes.

O sistema já está disponível em mais de 70 países, por meio das versões em inglês, espanhol e hindi. Agora, a ferramenta que se conecta ao maior banco de dados de checagens feitas sobre o novo coronavírus chega ao Brasil e a Portugal numa versão lusófona que dispõe de um menu de navegação numérico, de fácil utilização.

Pelo chatbot da IFCN, usuários do WhatsApp podem verificar se informações específicas que receberam sobre a COVID-19 já foram classificadas como "falsas", "parcialmente falsas", "enganosas" ou "sem evidência" por verificadores profissionais. Podem consultar as últimas checagens feitas e fazer buscas em acervo, usando palavras-chave.

Desde janeiro, quase cem organizações que se dedicam ao fact-checking em todo o mundo já identificaram mais de 8 mil boatos relacionados ao novo coronavírus circulando em ao menos 74 países. Todas essas checagens integram o banco de dados da aliança CoronaVirusFacts, que é atualizado diariamente pela IFCN para que os usuários dos chatbots possam navegar e seguir bem informados sobre a pandemia.

Na versão em português, os usuários do chatbot terão acesso a verificações publicadas por organizações que atuam no Brasil e em Portugal. Também verão sinopses - em português - de checagens de interesse internacional que foram publicadas por organizações que trabalham em língua espanhola.

Veja aqui como funciona

O chatbot da IFCN fornece ainda um diretório mundial das organizações checadoras. O sistema identifica o país do usuário do chatbot por meio do número do celular que ele usa para se conectar ao aplicativo e, a partir dessa informação, fornece uma lista com o nome e o site das organizações que fazem fact-checking perto dele(a). O usuário é, então, encorajado a entrar em contato direto com a entidade e acompanhar o trabalho dos checadores de seu entorno.

O chatbot da IFCN é gratuito. Para interagir com ele, basta salvar o número +1 (727) 291 2606 na agenda de contatos do telefone e enviar a palavra "oi" ou "olá" para iniciar a conversa em português. Outra opção é recorrer diretamente ao link: http://poy.nu/ifcnchatbotPT .A versão em português do chatbot é um projeto da IFCN com o Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS Rio).



Revista Abranet 32 . set-nov 2020
Veja a Revista Abranet nº 31
O ano de 2020 marca os 25 anos da internet comercial no Brasil e confirma que ela é fundamental para a economia e a vida cotidiana. PIX, Wi-Fi 6, LGPD, white spaces, numeração para SCM... Veja a revista completa.
Clique aqui para ver outras edições

Proliferação de serviços streaming faz crescer o “consumidor bumerangue”

Segundo a Kantar Ibope Media, no lugar de assinar simultaneamente as várias opções, se torna mais comum a troca constante de serviços. 

TSE desmente notícias e descarta cobrança de multa por justificativa no e-Título

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclarece que não procede a informação de que o órgão estaria cobrando indevidamente multa dos eleitores que fizeram sua justificativa via aplicativo e-Título, no último dia 15 de novembro, data do primeiro turno.

Facebook exclui 140 mil postagens com desinformação sobre eleições

Publicações desestimulavam voto ou continham informações erradas. Rede social também informa que rejeitou 250 mil anúncios que não deixavam claro se tratarem de propaganda política. 

WhatsApp bane mais de mil contas após denúncias recebidas em canal do TSE

Plataforma conjunta com o TSE recebeu 4759 denúncias de 27 de setembro a 15 de novembro.

Indicado de Bolsonaro suspende julgamento no STF sobre presidente bloquear cidadãos em redes sociais

Para o relator, Marco Aurélio Mello, Bolsonaro não pode impedir comentários uma vez que não se restringe a publicar temas de ordem pessoal. Kassio Nunes pediu destaque e adiou indefinidamente o julgamento. 



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G